24 / 05 / 2019 - as 14:36
Quase 3 mil pessoas foram vítimas de acidentes com escorpião em 2018 no Piauí

O Piauí registrou em 2018, quase 3 mil casos de pessoas que foram vítimas da picada de escorpião. Os dados foram disponibilizados nesta sexta-feira (24) pela Secretaria de Saúde. Foram 2.839 ataques. Em 2º lugar aparece acidentes com abelhas, totalizando 728. Seguido de serpentes (310) e aranhas (218).

No total, a Sesapi notificou em 2018, 4.594 acidentes com animais peçonhentos.

Em 2019, de acordo com a Sesapi, já são 1.156 casos de pessoas vítimas de animais peçonhentos. Os escorpiões, mais uma vez, lideram o ranking com 600 ataques, seguido das abelhas (220) e serpentes (146).

No Piauí, vários hospitais estão aptos a atender pessoas vítimas desses animais. Acesse a lista aqui.

No caso dos escorpiões, a limpeza do ambiente e a adoção de hábitos simples, de acordo com o Ministério da Saúde, são fundamentais para prevenir picadas. Dados do MS mostram que, em 2018, foram contabilizados 141,4 mil casos de acidentes com escorpiões no Brasil.

No ambiente urbano, a orientação para evitar a entrada de escorpiões em casas e apartamentos é usar telas em ralos de chão, pias e tanques, além de vedar frestas nas paredes e colocar soleiras nas portas. Os cuidados incluem ainda afastar camas e berços das paredes e vistoriar roupas e calçados antes de usá-los. Já em áreas externas, a principal dica é manter jardins e quintais livres de entulhos, folhas secas e lixo doméstico.

Os grupos considerados mais vulneráveis são trabalhadores da construção civil, crianças e demais pessoas que permanecem grande parte do tempo dentro de casa ou nos arredores e quintais.

Fonte: cidadeverde.com

 

 



   



PUBLICIDADE