23 / 02 / 2021 - 07h38
Médico faz alerta após paciente com Covid não conseguir vaga de internação

“Acabei de atender uma paciente de 39 anos com Covid-19 confirmada. Falta de ar e saturação 84%. Precisa de internação. Ela tem plano de saúde, mas não tem vaga em nenhum hospital. Cuidado, minha gente”. O alerta foi feito no início da tarde desta segunda-feira (22) pelo médico otorrinolaringologista Erich Gustavo, que confirmou a falta de leitos de internação em Teresina. 

O médico disse ao Cidadeverde.com que, mesmo com plano de saúde, a paciente teve que ser encaminhada para o  Hospital Geral do Monte Castelo, que está em estado crítico de lotação.

"A paciente é do Plamta e não foi aceita em nenhum hospital privado. Preocupante demais. Quantos não vão passar por isso nos próximos dias? O povo precisa saber onde está pisando", disse o médico.

O alerta do otorrinolaringologista Erich Gustavo pode ser confirmado com o mais recente boletim de internações divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). De acordo com o levantamento, os hospitais privados da capital estão no limite e alguns chegam ao percentual de 100% de ocupação em leitos clínicos e de UTI.  

O boletim da Sesapi destaca que no Hospital Prontomed as 10 vagas de UTI disponíveis estão ocupadas. Dos 27 leitos clínicos, 24 estão com pacientes. 

No hospital Unimed todos os 49 leitos clínicos para pacientes com Covid-19 estão ocupados. Das 20 vagas de UTI, 13 possuem pacientes.  

O cenário também é crítico no Hospital São Marcos.  24 dos 27 leitos clínicos estão 100% ocupados e só há uma vaga de UTI disponível na unidade de saúde.

No Hospital São Paulo os dois leitos de UTI disponíveis estão ocupados e das quatro vagas de leitos clínicos, três estão com pacientes.

Para conter o avanço do novo coronavírus no Piauí, o governador Wellington Dias (PT) anunciou hoje  que ficarão suspensas até o dia 7 de março todas as atividades presenciais, com exceção dos serviços essenciais. 

A medida vem após a ocupação de leitos de UTI chegar a mais de 90% e o risco de colapso na rede de saúde. 

Fonte: Portal cidadeverde.com



Publicidade