03 / 03 / 2021 - 09h19
Suspeito de matar ex-companheira a facadas no Sul do Piauí é indiciado por feminicídio

A empregada doméstica Alzinete de Carvalho Mendonça, foi assassinada a facadas na porta de casa. O crime aconteceu no dia 19 de fevereiro de 2021.

A Polícia Civil concluiu o inquérito que investigava a morte de Alzinete de Carvalho Mendonça, e indiciou o seu ex-companheiro, Edgarden Erkine Pereira dos Santos, de 34 anos, pelo crime de feminicídio. A mulher foi morta no dia 19 de fevereiro de 2021, no município de Uruçuí, no Sul do Piauí.

Após a conclusão do inquérito, o caso foi enviado ao Ministério Público. De acordo com o delegado de Uruçuí, Célio Benício, o homem foi indiciado por homicídio triplamente qualificado, que seria feminicídio, por motivo fútil e emboscada.

"Ele já se encontra preso preventivamente. Agora que a investigação foi concluída, o Ministério Público deve oferecer uma ação penal", disse.

A empregada doméstica Alzinete de Carvalho Mendonça, de 32 anos, foi assassinada a facadas na porta de casa, quando a vítima saía de casa para trabalhar. O suspeito teria ficado na porta esperando esse momento para atacá-la.

"Ele ficou aguardando ela sair cedo para trabalhar. Quando ela saiu, ele a esfaqueou com dois golpes. Ela morreu no local”, contou o major Hortêncio, da PM de Uruçuí, no dia do crime.

O suspeito, conforme o delegado, já tem passagens pela polícia. Ele responde por crimes patrimoniais e tráfico de drogas.

Fonte: G1 PI



Publicidade