21 / 06 / 2019 - as 20:52

O Portal Fato recebeu informações e um vídeo gravado por moradores de um bairro da cidade de Cocal da Estação, região norte do Piauí, sobre a ação de policiais militares que poderiam ter agido de forma truculenta durante uma abordagem.

Segundo os moradores,  os PMs faziam uma blitz de rotina  quando o homem passou em sua motocicleta, e  não se sabe o motivo ainda, ele teria sido parado e após ter sua motocicleta apreendida foi jogado ao chão e  os PMs usaram força para contê- lo. 

O que pode se observar nas imagens é que uma pessoa afirma que o homem toma remédios controlado, o que causou revolta na população que presenciou o ocorrido. Testemunhas afirmam que o policial teria quebrado o braço do homem.

Outro fato  que chama atenção no vídeo, é  quando um dos policiais presente, intimida a pessoa que filma e ordena que ele apague a filmagem.

Com informações do repórter Raimundo Alves

veja vídeo:


19 / 06 / 2019 - as 16:44

m dos envolvidos de participar do estupro coletivo em Castelo do Piauí (no ano de 2015) foi preso nesta quarta-feira (19) suspeito de realizar assaltos no município. Hoje com 19 anos, Bento Fernandes de Oliveira, está solto e vive na cidade há cerca de seis meses, segundo o sargento Francisco Gomes, comandante do GPM de Castelo do Piauí.

"Ontem (18) por volta das 21 horas, nós tivemos conhecimento que esse elemento, Bento Fernandes de Oliveira, tinha tentado assaltar um comércio usando uma faca. De imediato nós acionamos a viatura e os policiais fizeram diligências, mas não conseguimos capturá-lo. A vítima (comerciante) foi à delegacia, fez o B.O. (Boletim de Ocorrência) e hoje, por volta das 12h40,  conseguimos prendê-lo", explicou o sargento.

De acordo com o sargento, Bento foi preso ao voltar ao comércio e tentar intimidar a vítima para que a mesma não o denunciasse. "Ele foi preso ao tentar intimidar o cidadão, na rua, no Centro de Castelo, só que a vítima já tinha feito o B.O e sido ouvido pelo delegado, faltava só prender o mesmo". 

O delegado Aldely Fontineli informou ao Cidadeverde.com que o flagrante está sendo lavrado. Bento será autuado por tentativa de roubo. Uma faca, possivelmente usada na tentativa de roubo, foi apreendida com Bento.

Medida Cautelar

Outro detalhe citado pelo sargento ao Cidadeverde.com é que Bento estava sob medida cautelar. "Ele, durante dois anos, não poderia se envolver com nenhuma espécie de delito porque poderia voltar a ser preso.Ele foi posto em liberdade em setembro de 2018 e ontem já cometeu essa tentativa de assalto no comércio", disse. 

Também participaram da prisão do suspeito o cabo Barradas e o soldado Damasceno. 

Briga familiar

O comandante Gomes também relatou que um homem identificado como Francisco Maciel foi preso por volta das 13h de hoje (19) ao tentar agredir a prima, que recusou a dar-lhe dinheiro, em Castelo do Piauí. "Tivemos a informação que ele sempre chega em casa embriago e quer agredir os familiares, essa prima mora do lado dele e, cansada das agressões, resolveu denunciar e ele foi preso". 
 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 


13 / 06 / 2019 - as 11:10

O Festejo de Santo Antônio, uma tradição secular, é o maior evento do calendário cultural da cidade de Campo Maior, realizado pela Diocese Católica e a Prefeitura Municipal.

Segundo o Bispo Dom Francisco de Assis este ano de 2019, como nos demais anos, a tradição, o festejo está garantido porque é cultural.

“Eu estou aqui há dois anos, é identidade do povo celebrar Santo Antônio, o orgulho de Campo Maior é o festejo à Santo Antônio e claro, no festejo, o centro é Santo Antônio, a devoção do povo é a Santo Antônio, embora o festejo tenha muitas marcas culturais e sociais, mas é a fé que reúne o povo”, destacou o responsável pela Igreja em Campo Maior.

Dom Francisco declarou ainda, que o festejo seria incompleto se os que prestigiarem a festa não forem ao altar do santo, agradecer e pedir a Deus. “Sem dúvida a fé ilumina a nossa realidade, faz a vida mais leve”, destacou.  O festejo teve início no dia 31 de maio com uma procissão da imagem do santo.

A caminhada com o santo saiu do Patronato Nossa Senhora de Lourdes, Bairro de Lourdes, a Catedral de Santo Antônio, na Praça Bona Primo. Milhares de pessoas de todos os locais, municípios vizinhos, da capital e de outros estados marcaram presença a esta tradição que acontece todo ano, no mês de junho na cidade.

Por: Valdamir Alvarenga.

 


06 / 06 / 2019 - as 11:12

Uma discussão no trânsito no Centro de Teresina terminou com um dos envolvidos baleado. O mototaxista Wilton Douglas Rocha Silva estaria tentando agredir a motorista de um carro após um acidente e foi alvejado supostamente por um policial à paisana que passava pela via e tentou impedir a agressão. 

O caso ocorreu na Rua Desembargador Pires de Castro, no fim da tarde desta quarta-feira (05). 

"Quando eu cheguei, ele [mototaxista] já estava alterado e a mulher correu para dentro. Ele correu para querer dar nela, já com um tiro na perna. Ele também queria agredir um senhor que passou com uma arma na cintura, provavelmente, um policial. Ele foi tentar tomar a arma e o policial atirou na perna dele", conta o artesão Fernando da Silva que passava no local. 

Marcas de sangue ficaram na calçada da ótica. O Corpo de Bombeiros foi acionado e prestou os primeiros socorros. O caso será investigado pela Polícia Civil. 

Fonte: cidadeverde.com

 


06 / 06 / 2019 - as 11:07

A Polícia Federal deflagrou operação Trilha Postal para prender suspeitos de crimes contra o patrimônio e contra servidores dos Correios no Piauí. Entre os investigados há detentos do regime semiaberto que aproveitavam a saída do sistema prisional durante o dia para cometer os crimes. A organização criminosa contaria ainda com a ajuda de um vigilante. 

Foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva, três mandados de busca e apreensão e cinco intimações. Durante as buscas foi apreendido um revólver calibre 38. 

De acordo com a PF, a organização criminosa praticou furtos e roubos em agências dos Correios de Pimenteiras, São Félix do Piauí e Altos. Somente na agência de Altos, foram subtraídos 11 objetos de encomendas, com participação de um vigilante. 

"Os indiciados praticavam os crimes durante o dia, quando eram liberados do sistema prisional para cumprimento de trabalhos externos e retornavam aos presídios no final da tarde", informou a nota da PF.

O nome da operação faz referência ao "caminho" percorrido pelos investigadores até a identificação dos criminosos.

Fonte: cidadeverde.com 

 

 


02 / 06 / 2019 - as 13:42

De acordo com levantamento do Ministério Público do Piauí há pelo menos seis meses a Colônia Agrícola Penal possui uma média de 520 a 550 presos por mês. A unidade, que tem capacidade para 290 internos, é a única do estado que oferece regime semiaberto.

“Isso inviabiliza o processo de ressocialização porque o local tem capacidade para 290 presos. Por meio desse diálogo, queremos intermediar um acordo com a secretaria de Justiça para viabilizar a regionalização do cumprimento do regime semiaberto no Piauí", alerta a promotora de Justiça Liana Maria Melo Lages.

Segundo o MP, além da quantidade elevada de presos, a penitenciária está com reduzido efetivo de agentes penitenciários. "A Major César de Oliveira é a única unidade do Estado que possui o regime semiaberto e isso, de certa forma, dificulta o deslocamento de presos do Sul do estado", complementa Liana Lages.

Entre as hipóteses levantadas para solucionar o problema está a abertura de outra unidade penal, no Estado do Piauí, para cumprimento do regime semiaberto. Atualmente, a Secretaria de Justiça do Piauí, que administra os presídios no estado, já possui projeto para a construção de uma nova penitenciária em Bom Princiípio do Piauí, com projeto em análise no Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

A superpopulação carcerária da Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira foi tema de reunião promovida no Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), na última sexta-feira (31). Coordenada pela promotora de Justiça Liana Maria Melo Lages, titular da 56ª Promotoria de Justiça, o diálogo contou com a participação do secretário estadual de Justiça, Carlos Edilson, do coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal (CAOCRIM), Sinobilino Pinheiro.

Representantes da Vara de Execuções Penais de Teresina também participaram da reunião.

Fonte:cidadeverde.com

 

 

 


01 / 06 / 2019 - as 12:15

O desembargador Erivan Lopes deferiu parcialmente um pedido de liminar realizado pela Ordem dos Advogados do Brasil a favor dos cinco advogados investigados pelo Ministério Público do Piauí na Operação Coiote. O grupo é suspeito de estelionato e a decisão do magistrado afirma que as buscas feitas em endereços dos investigados aconteceram de forma ilegal.

O pedido feito pela OAB solicitava a anulação da validade das buscas e apreensões realizadas nos endereços dos advogados e ainda a anulação das provas obtidas por meio dessas apreensões. Pedia ainda que fossem restituídos os bens aos investigados.

Na decisão, o magistrado não concedeu a restituição dos bens, determinando que permanecessem apreendidos até nova decisão. Contudo, considerou que o cumprimento dos mandados aconteceu de forma ilícita.

“O Estatuto da Advocacia (Lei nº 8.906/94), preconiza que a busca e apreensão realizada em desfavor de advogado investigado deve ser cumprida na presença de representante da OAB”, o que, segundo o desembargador, também na decisão, “admite-se tacitamente na manifestação apresentada pelo Estado do Piauí que não houve acompanhamento por representante da OAB/PI nas operações realizadas”.

Na manifestação do MP e no pedido feito pela OAB, segundo o texto da decisão, ambos informam que foi solicitada a presença de representantes, contudo isso não teria sido feito em tempo hábil: a informação sobre o cumprimento do mandado teria sido feita menos de 24 horas antes da operação, que ocorreu a 500 km de distância da sede da Ordem.

Assim, no deferimento parcial do pedido de liminar, o magistrado decidiu: “1) suspender qualquer ato de análise ou perícia dos materiais apreendidos nos procedimentos de busca realizados sem a presença de representante da OAB/PI, (...); 2) suspender eventuais atos produzidos ou a produzir em decorrência do material apreendido nessa situação; e 3) determinar o recolhimento desse material apreendido junto ao Juízo da 1ª Vara da comarca de São Raimundo Nonato, de modo a resguardar a utilidade desses bens até o julgamento definitivo desta ação”.

Em nota da Ordem, o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, Celso Barros Coelho Neto, disse que a decisão retrata falhas na operação.

“As prerrogativas da advocacia não podem ser alijadas e, por conta disso, interpusemos o Mandado de Segurança e obtivemos essa decisão que retrata, de toda sorte, falhas na operação. Garantimos que, enquanto representantes da OAB Piauí, estamos firmes na defesa das prerrogativas da advocacia”, afirma.

Como funcionava o golpe

O promotor Rômulo Cordão disse que os investigados contratavam pessoas (chamadas de “coiotes”) para encontrar idosos em localidades rurais, que tivessem feito empréstimos, e ofereciam o serviço de anular este empréstimo junto à Justiça, cancelando a dívida.

Rômulo Cordão, coordenador do Gaeco — Foto: Beto Marques/G1

“O aposentado, por falta de conhecimento, entra nessa. Alguns entram sabendo, acreditando que podem tirar algum proveito daqui

o", comentou o promotor. Os advogados, segundo o promotor, são suspeitos de mover ações afirmando que os empréstimos haviam sido feitos sem a permissão do aposentado. Assim, buscavam conseguir indenizações por danos morais, além do cancelamento do empréstimo.

O promotor declarou ainda que os autores aproveitavam o fato de que os bancos enviavam os contratos de empréstimos para serem arquivados em um local no estado de Minas Gerais, dificultando a conferência da real solicitação dos valores. Assim, conseguiam a anulação da dívida e uma indenização de forma fraudulenta.

 

Fonte: G1pi

 

 

 


01 / 06 / 2019 - as 12:09


A Força Tática do 5º Batalhão da Polícia Militar descobriu uma suposta fabricação clandestina de armas de fogo caseiras em uma metalúrgica localizada no Parque Universitário, zona Leste de Teresina.

A Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima e, no final da tarde dessa sexta-feira (31), encontrou armas de fogo no local.  O comandante da Força Tática do 5º BPM, capitão Marco Antônio, conta que havia, ainda, material para a fabricação de pelo menos mais 10 armas. 

Na metalúrgica também tinha munições para arma de fogo. 

O proprietário do estabelecimento, identificado como Lucas Gomes, foi detido e encaminhado à Central de Flagrantes de Teresina.

 Fonte:cidadeverde.com 

 

 

 



PUBLICIDADE