08 / 02 / 2019 - as 10:45

O presidente Jair Bolsonaro teve febre de aproximadamente 38 graus Celsius, na noite de ontem (6), e o exame de imagem realizado mostrou quadro de pneumonia, de acordo com boletim médico divulgado nesta tarde pelo Hospital Israelita Albert Einstein. O presidente permanece internado na unidade semi-intensiva.

Logo após o porta-voz da Presidência, Otavio do Rêgo Barros, ter informado o estado de saúde do presidente, Bolsonaro foi ao Twitter dizer que estava bem. “Estamos muito tranquilos, bem e seguimos firmes”, disse o presidente, encerrando o texto com sinal de positivo.

Depois do episódio isolado de febre sem outros sintomas associados, Bolsonaro "foi submetido à tomografia de tórax e abdome que evidenciou boa evolução do quadro intestinal e imagem compatível com pneumonia", conforme o boletim.

Foram realizados exames para identificação de bactéria ou vírus. "Eles fizeram os exames tanto viral quanto bacteriano e descartaram o viral. Então trata-se de uma questão bacteriana", disse o porta-voz.

Tratamento

A equipe médica aumentou o tratamento com antibióticos de amplo espectro, acrescentando nova medicação. "Os médicos acharam por bem acrescentar à antibioticoterapia um novo componente, uma nova droga, de forma que esse espectro possa ser ainda maior", disse Rêgo Barros.

O tratamento com antibióticos começou na noite do último domingo (3), após elevação da temperatura e aumento dos leucócitos nos exames laboratoriais na ocasião, o que poderia indicar um processo infeccioso.

Bolsonaro continua sem dor, com sonda nasogástrica e dreno no abdome para retirada de líquidos, e segue recebendo água por via oral em associação à nutrição parenteral.

Hoje ele realizou exercícios respiratórios e caminhou no corredor. Segundo o porta-voz, Bolsonaro está com dificuldades para dormir, a equipe médica avalia possibilidade "de auxiliá-lo para que ele durma um pouco mais".

Fonte: Agência Brasil

 


02 / 02 / 2019 - as 10:33

Um grave acidente deixou uma mulher identificada como Ivani Bezerra da Silva, de 55 anos morta na BR-135, próximo ao povoado “Melancia”, no fim da tarde da última sexta-feira (1º), no município de Bom Jesus, na região Sul do Piauí. 

Segundo informações, um caminhão baú da marca Iveco, tombou após o motorista perder o controle, o veículo estava ocupado por duas pessoas, Ivani, que estava no banco do passageiro, e seu marido identificado como Arlindo Procedes da Silva que estava dirigindo. 

No momento do acidente os dois ocupantes estariam utilizando o cinto de segurança, porém, de acordo com informações, o cinto da mulher, esticou com o impacto, devido a uma possível falha,  o que pode ter sacado a vítima para fora da cabine do caminhão.

O caminhão ficou sobre o corpo da vitima e precisou de um guincho para fazer o resgate.

A PRF foi acionada e fez uma perícia no local do acidente, o Samu de Bom Jesus, socorreu o motorista e marido da vitima, que está no Hospital Regional Manoel Sousa Santos em estado de choque, ele não sofreu ferimentos.

 

meionorte


29 / 01 / 2019 - as 10:11

O presidente Jair Bolsonaro passará o dia hoje (29) sob observação médica e em repouso, após sete horas de cirurgia no Hospital Albert Einstein. De acordo com o último boletim médico, ele está  "clinicamente estável, consciente, sem dor, recebendo medidas de suporte clínico, prevenção de infecção e de trombose venosa profunda".

Por 48 horas, Bolsonaro deverá descansar, de acordo com as ordens médicas. Nesse período, o vice-presidente, Hamilton Mourão, assume o exercício da Presidência da República. Ele conduzirá hoje a reunião ministerial que tratará sobre a tragédia de Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte.

A operação de ontem (28) de Bolsonaro foi para reconstruir o trânsito intestinal e extensa lise de aderências decorrentes das duas cirurgias anteriores, conforme o boletim. Durante o ato cirúrgico, foi feita uma união do intestino delgado com o intestino grosso, segundo o hospital.

O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, disse que durante a cirurgia não houve intercorrências nem necessidade de transfusão de sangue. A operação começou por volta das 7h e terminou em torno das 15h30. Bolsonaro deu entrada anteontem (27) no hospital.

A previsão é que o presidente da República tenha alta médica em 10 dias.

Fonte: Agência Brasil

 


28 / 01 / 2019 - as 16:32

Hilton Gomes entrou na Prefeitura de Jatobá do Piauí juntamente com o Prefeito Zé Carlos, no entanto logo depois discordou da forma como o atual Prefeito vem conduzindo o município. Partiu para uma oposição segura e mostrando que trabalhar é melhor do que está batendo boca com os aliados do Prefeito. No ano passado ele conseguiu levar para as comunidades poços tubulares, quadra de areia, melhorias de estradas e um veículo para a saúde. Além disso,  Gomes incentiva os jovens a entrarem no mundo do futebol concedendo apoio através do seu campo Taboleiro e material esportivo.

Os dois candidatos de Hilton foram eleitos de forma surpreendentes como foi o caso do Deputado Estadual Georgiano Neto se consagrando campeão de votos em todo o Piauí. Além de ver mais uma vez a vitória do pai de Georgiano Júlio César para Deputado Federal.

Nessa foto aparece Hilton Gomes com parte do seu grupo político buscando mais recursos junto ao mandato do Deputado Georgiano.

“Nossa política é de resultados. Em reunião com deputado Georgiano Neto e com a Dra.Simone estamos indo mais longe  e  acompanhado de lideranças políticas de Jatobá do Piauí foi assinada a ordem de serviços do tão sonhado calçamento da comunidade Jatobazinho e Irum. Uma conquista de todos. Obrigado deputado por seu compromisso com o povo de Jatobá do Piauí”.


03 / 01 / 2019 - as 17:17

Segundo o ministro da Casa Civil, os titulares dos ministérios terão que dar o "ok" após receberem as indicações

Após a primeira reunião ministerial entre o presidente da República Jair Bolsonaro e os seus ministros ficou decidido que as orientações para nomeação de cargos de segundo e terceiro escalões nos estados deverão obedecer aos critérios para escolha dos integrantes de primeiro escalão, no caso os ministros.

Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, “a ocupação dos espaços regionais deverá obedecer uma total sintonia com o governo federal”.

“O que acontecia com governos anteriores era que as indicações e nomeações ocorriam dentro da Casa Civil sem guardar conexão e identidade com o que cada ministério tinha de políticas públicas”, disse.

Agora, conforme informou Lorenzoni, a palavra final será de cada um dos ministros que integram o governo de Jair Bolsonaro.

“O ministro receberá a indicação, vai analisar, avaliar a sintonia entre as ações do governo e aquilo que o ministério está construindo em políticas públicas. Só depois do ok dos ministros é que as questões regionais serão resolvidas”, finalizou.  

180graus

 


03 / 01 / 2019 - as 17:13

A reforma administrativa só deve acontecer em fevereiro, mas o secretário interino de governo Merlong Solano já garantiu que o governador Wellington Dias (PT) vai evitar ao máximo convocar suplentes de deputado estadual para assumir secretarias no governo.

"Teremos uma quantidade muito menor de deputados sendo chamados. O governador vai anunciar. O que posso dizer é que será um número muito menor", afirmou em entrevista à TV Cidade Verde.


Merlong é 1º suplente de deputado federal e deve assumir o cargo no lugar do deputado Fábio Abreu (PR),
 que provavelmente voltará para a Secretaria de Segurança. Segundo o gestor, a diminuição no número de suplentes acaba com o conceito de que deputados têm direitos a comandar secretarias.

"Enfraquece aquele conceito de que cada parlamentar tem direito a uma secretaria. É um governo amplo e não há como manter essa tradição antiga. O parlamentar será comtemplado dentro da linha de governo de levar mais ações para as suas bases", finalizou.

cidadeverde

 


02 / 01 / 2019 - as 15:39

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Themístocles Filho (MDB ), garante - pela primeira vez - que se for eleito na eleição no dia 1º de fevereiro não irá mais concorrer à presidência da Assembleia. Em entrevista ao Cidadeverde.com, ele afirma que não precisa assinar nenhum documento e que já deu a palavra aos deputados.
 
"Já expliquei para os deputados. Eu não preciso assinar papel. Minha palavra vale. Mas, se os deputados quiserem mudar regimento, mudar constituição, o que desejar mudar não vejo nenhum obstáculo. Esses são meus últimos dois anos no comando da Assembleia se os colegas assim desejarem. Nenhum deputado é eleito sem o apoio dos colegas", disse.
Themístocles Filho mandou um recado para o senador Ciro Nogueira. O presidente do Progressistas tem trabalhado nos bastidores para viabilizar a candidatura de oposição de Hélio Isaias. 
 
Ciro já declarou ser preciso renovar o comando da Assembleia. Themístocles diz que Ciro tem que se preocupar com o governo de  Jair Bolsonaro.
"Eu acho que quem é senador deve cuidar é do Senado. Fico até preocupado porque o cidadão é  senador e não se preocupa muito com o Senado. O Ciro deve se preocupar é com o governo do Bolsonaro para ajudar o Piauí. O Marcos Aurélio eleito deputado federal nem posse tomou e já vai buscar ajuda para o Piauí. O governador terá um deputado federal em Brasília, na hora que ele precisar para ajudar o Piauí.  É assim que penso. O senador deve se preocupar bastante com o destino do Senado Federal", disse.
Para Themístocles, uma possível disputa entre ele e Helio Isaias não prejudica o governador Wellington Dias.
"Vou dar um exemplo de uma disputa que aconteceu no passado. A diferença de dois  votos e nem por isso criei nenhum obstáculo para o governador. Às vezes uma disputa é até natural. Melhor agora que são dois aliados. Não vejo dificuldades se tiver disputa na Assembleia não", disse.
O presidente da Alepi afirma que sempre foi fiel ao governador.
"Quando o governador precisou da Assembleia, em nenhum momento o deputado Themístocles Filho colocou dificuldades para aprovar projetos de interesse do estado. Sempre estive ao lado do Piauí e do governador para aprovar projetos de interesse do estado do Piauí. Esse é o jeito e a maneira do deputado Themístocles". 
 
"A Assembleia tem várias obras. Tem uma escola para os filhos dos servidores que já foi considerada sexta melhor do Piauí. Conseguimos com os  deputados uma universidade federal no Dirceu onde hoje é o Instituto Federal. Temos curso de pós-graduação. Tudo que podemos fazer, fazemos. Temos televisão, rádio e trabalhamos para que nossa televisão chegue ao maior número de município do interior. Esse projeto já está em andamento. Queremos é prestar serviços para a população ", disse.
 
lídiabrito@cidadeverde.com

15 / 12 / 2018 - as 11:50

A Assembleia Legislativa do Estado analisa Projeto de Lei que propõe anistia para de multas para motociclistas. A proposta é de autoria do deputado estadual Luciano Nunes (PSDB) e gera bastante discussão na Casa. 
 
A proposta faz parte da  1ª Edição do Programa Moto Legal. Segundo ele, o objetivo é conceder benefícios para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e da Taxa de Licenciamento.
 
Aprovado, o programa concederá anistia total de multas e juros e remissão parcial de débitos fiscais relacionados ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para veículos automotores de duas rodas cujo valor venal seja de até R$ 10.000,00. O alcance do projeto fica limitado a um veículo por beneficiário, ainda que adquirido por meio de contrato de leasing ou outro instrumento congênere.
 
Por meio do Moto Legal ficarão reduzidos em 50% (cinquenta por cento) os débitos referentes ao exercício de 2018. Apenas o contribuinte pessoa física poderá aderir ao Programa, além de ser exigido a permissão para dirigir ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas Categorias A ou AB, quitação das multas de trânsito relacionadas ao veículo, independente da responsabilidade pelas infrações cometidas.
Segundo Luciano Nunes, a proposta visa a legalização das motocicletas que circulam pelo Estado e, ainda, a educação no trânsito, além do aumento na arrecadação.
 
 “A primeira Edição do Programa Moto Legal é direcionado para a conscientização e preservação da vida no trânsito, em especial para a regularização e redução de acidentes de trânsito envolvendo veículos automotores de duas rodas, mediante a concessão de benefícios para pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e da Taxa de Licenciamento, tendo em vista que para a concessão do benefício serão feitas algumas exigências, como o uso de capacete com viseira e outros equipamentos obrigatórios”, destacou.
 
O Programa Moto Legal propõe reduzir em 50% os débitos referentes ao exercício de 2018; e diminuir ao valor de R$ 30,00 os débitos referentes a cada exercício anterior ao de 2018. Quando o débito lançado do IPVA for inferior ao valor R$ 30,00 considerar-se-á o menor valor para efeito de pagamento do imposto. A Taxa de Licenciamento, exclusivamente para os beneficiários do Programa, terá o valor de R$ 20,00 para cada exercício.
 
Fonte:cidadeverde.com 


PUBLICIDADE