14 / 11 / 2016 - as 10:59

As famílias do povoado Condável, zona rural de Sigefredo Pacheco, Norte do Piauí, aguardam a chegada de energia elétrica há 11 anos. A cerca de 2 km do local, passa uma rede de energia.

Mesmo assim, os moradores têm que se desdobrar para conseguir o sustento diário.
“Sem energia fica ruim. Temos um poço de 140 metros de profundidade e tem dias que as pessoas vão buscar água nos olhos d’água ou no poço mais afastado, pois não temos dinheiro para compra o óleo”, relatou o agricultor João Alves.

A solução encontrada por muitos moradores da comunidade foi buscar um pouco de energia através de baterias, que custam R$ 170, ou por meio de um motor movido a combustível. Eles se reúnem para comprar o óleo diesel e ter acesso à eletricidade.

A única televisão da localidade é movida por este equipamento, que a cada duas horas de funcionamento consome um litro de combustível.

O sonho do comerciante João Ribeiro é de expandir o negócio e oferecer aos moradores do povoado Condável mais opções de consumo. “Se a energia chegasse aqui tínhamos um atendimento mais descente, atendíamos mais gente e expandida o negócio”, relatou.

G1 PI


24 / 10 / 2016 - as 10:13

Um acidente na madrugada deste domingo (23/10) na PI-323, próximo ao município de Sigefredo Pacheco, acabou na morte de uma pessoa. Antônio Leôncio Monteiro foi colhido por uma ambulância que transportava paciente.

Os motivos da colisão ainda não foram esclarecidos, mas segundo relatos da Polícia Militar a vítima estaria com a moto parada no acostamento, e ao perceber a aproximação da ambulância, teria tentado atravessar, momento em que ocorreu o acidente.

O corpo de Antônio foi encaminhado para o necrotério do Hospital de Campo Maior, e em seguida liberado para sepultamento.

Segundo populares, o motorista da ambulância ainda permaneceu no local após a colisão, mas acabou saindo após aproximação de curiosos.

Fonte: EP


02 / 10 / 2016 - as 11:59

Candidato a vereador Thiago Carvalho Silva foi preso em Sigefredo Pacheco - PI, com mais quatro pessoas acusado de compra de voto. Com ele foi apreendido 3 mil reais, uma agenda com relação de nomes, valores e veículos que tinha sido abastecidos. A polícia encontrou outra lista com  nome de eleitores que já haviam recebido dinheiro. O candidato foi liberado após pagar 5 salários mínimos de fiança. As outras quatro pessoas também foram liberadas após pagar fiança de um salário mínimo.

Redação Fato


06 / 07 / 2016 - as 09:35

A Unidade Escola Antonio Alcântara, na localidade Satisfeito, na zona rural de Sigefredo Pacheco, foi arrombada por criminosos na madrugada de segunda-feira (05/05). O caso foi registrado na delegacia pelo secretário municipal de educação Murilo Bandeira.

Quando a professora da escola chegou na manhã de ontem, encontrou as três salas da escola arrobadas. Os criminosos levaram um botijão de gás de conzinha, uma geladeira e toda a merenda que se encontrava na cantina.

A escola fica as margens da PI-115, que liga Campo Maior a municípios como Juazeiro e Castelo do Piauí, e já é as segunda vez que os criminosos arrombaram o local. Em abril de 2015 a mesma escola foi alvo de ação parecida.

Fonte: campomaioremfoco


17 / 06 / 2016 - as 12:48

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí, através da Delegacia Geral da Polícia Civil, em Teresina, divulgou foto e nomes dos quatro suspeitos de estupro coletivo ocorrido na cidade de Sigefredo Pacheco, no último dia 03 de junho. À tarde, durante a prisão dos quatro no Complexo de Polícia de Campo Maior, o Em Foco já havia fotografado um dos suspeitos.

 

Os quatros suspeitos foram apresentados à imprensa da capital no início da noite desta quinta-feira, mas permaneceram de costas para cinegrafistas e fotógrafos. O delegado Laércio Evangelista disse que os quatros rapazes confessaram o crime. Em Campo Maior, segundo o Agente Pedro Filho, em depoimento preliminar, eles disseram que não praticaram sexo com a vítima e que ele já havia “ficado” com outro homem que não aparece no vídeo divulgado nas redes sociais.

 

Os rapazes foram identificados por Sérgio Emerson Saraiva Rodrigues, de 18 anos; Francisco das Chagas Ribeiro Filho, de 23 anos; Paulo Henrique Bezerra, de 25 anos; e Tiago de Oliveira Melo, de 27 anos. Segundo apurou o Em Foco, dois deles são filhos de comerciantes, um trabalhava em uma oficina de motos e o outro era cuidador de animais.

 

Anderson, o quinto suspeito, conseguiu fugir porque ainda não tinha chegado à delegacia, quando soube que os outros colegas seriam presos. Pedim disse que eles alegaram que não chegaram a praticar sexo com a garota e que a mesma já estava embriagada que eles a encontraram. "Eles disseram que ela já teria transado com outra pessoa que não estava no momento da filmagem", frisou o Agente Pedro Filho "Pedim". Outra informação prestada por eles é que vítima tem dois filhos.

Fonte: campomaioremfoco


16 / 06 / 2016 - as 16:46

Polícia Civil prendeu na tarde desta quinta-feira, 16, três dos suspeitos do estupro coletivo na cidade de Sigefredo Pacheco, a 160 km de Teresina. A informação foi confirmada pelo delegado geral Riedel Batista.

Segundo o delegado geral, a polícia já havia identificado cinco suspeitos do crime. Três deles foram presos na região do município de Campo Maior sob o comando do delegado Laercio Evangelista com o apoio do Greco - Grupo de Repressão ao Crime Organizado.

O crime aconteceu durante os festejos da cidade de Sigefredo Pacheco no início do mês, quando a garota de 20 anos, teria encontrado com amigos que lhe ofereceram bebida. O grupo gravou a garota desacordada em um carro exibindo suas partes íntimas, chegando a tocá-las enquanto riem e debocham da situação. As imagens acabaram circulando na cidade através de redes sociais.

Em depoimento à polícia, a jovem contou que conhecia três dos cinco acusados e que eles haviam lhe oferecido dinheiro para não denunciar o fato. Temendo retaliação e julgamento na pequena cidade de 9 mil habitantes, a vítima veio para a capital.

Nesta terça-feira (14) a garota realizou atendimento no Serviço de Apoio à Mulher Vítima de Violência Sexual (Samvis), bem como exames e atendimento contra doenças sexualmente transmissíveis.

Fonte: cidadeverde.com 

 


14 / 06 / 2016 - as 16:57

A Polícia Civil do Piauí está investigando mais um estupro coletivo, dessa vez, ocorrido na cidade de Sigefredo Pacheco, Norte do estado, a 160 km de Teresina. O caso veio à tona após um vídeo e fotos circularem pelas redes sociais. As imagens, segundo a polícia, mostram quatro rapazes e pelo menos dois deles tocam a vagina da jovem, que está desacordada e não esboça nenhuma reação. O crime foi praticado dentro de um carro. 

A vítima é uma jovem de 21 anos. A polícia ainda não sabe a data em que o fato ocorreu. No vídeo, é possível ouvir ainda um dos rapazes falar de forma irônica: "amanhã todo mundo preso em Sigefredo Pacheco". Este é o quarto estupro coletivo registrado no Piauí em um ano, três em menos de um mês.

A jovem realizou exames no Serviço de Atendimento à Mulher Vítima de Violência (Sanvis) da Maternidade Dona Evangelina Rosa em Teresina e foi encaminhada ao Instituto Natan Portela para tomar um coquetel de medicamentos que evita a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis. Ela vai prestar depoimento na Delegacia Geral em Teresina na tarde desta terça-feira (14).

Fonte: G1 PI


29 / 09 / 2015 - as 14:11

A Prefeitura Municipal de Sigefredo Pacheco há 160 km ao Norte de Teresina, recebeu do FPM, Fundo de Participação do Município R$ 345 mil reais e FUNDEB, Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica, R$ 497 mil, totalizando a quantia de R$ 840 mil, apenas no mês de agosto deste ano.

As informações obtidas no site do Tesouro Nacional mostram detalhes quanto à transferência do dinheiro para os gastos administrativos e educação pública do Município.

Fonte: Tesouro Nacional



PUBLICIDADE