11 / 05 / 2019 - as 12:21

Um empresário identificado como José Ferreira dos Santos de 61 anos foi assassinado durante um assalto na noite desta sexta-feira (10/05), na porta de sua residência localizada no bairro Jardim Europa, na zona Sudeste de Teresina.

Segundo informações, a vitima estava na porta de casa quando foi abordado por dois criminosos que anunciaram o assalto e efetuaram um disparo de arma de fogo contra o comerciante, o tiro atingiu a região abdominal , em seguida os assaltantes empreenderam fuga no veículo de José Ferreira. 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU foi acionado e este no local para socorrer a vitima, mas devido a gravidade do ferimento o comerciante morreu. 

O veiculo roubado foi abandonado pelos criminosos em uma rua do conjunto Bela Vista.

A perícia e uma equipe do Departamento de homícidio e Proteção à Pessoa - DHPP estiveram no local para realização dos procedimentos cabíveis, até o momento nenhum suspeito foi identificado.

meionorte

 


10 / 05 / 2019 - as 09:43

O dono de carro feito refém durante fuga dos dois suspeitos de assaltar as agências bancárias de Campo Maior, no dia 30 de abril, contou ao G1 os momentos de terror que ele e mais quatro passageiros passaram na quarta-feira (8). Os criminosos abordaram as vítimas em Barras e seguiram em direção a Teresina, onde furaram o bloqueio da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Um deles foi morto nessa quinta-feira (9) em confronto com a polícia e o outro continua foragido.

O proprietário do veículo preferiu não se identificar com medo de represália dos integrantes da quadrilha que continuam foragidos. Ele trabalha como motorista particular e trazia quatro moradores de São João do Arraial para consulta médica em Teresina.

"Saímos 3h30 de São João do Arraial em direção a Teresina. Ao chegar na entrada de Barras, por volta das 5h20, passei devagar por causa dos buracos na pista e os dois homens aproveitaram e pularam na frente do carro. Dei o veículo para os assaltantes levarem, mas eles queriam que a gente fosse junto, com receio de alguém chamar a polícia", contou.

Um dos assaltantes assumiu a direção do carro e o outro ficou no banco do passageiro da frente, enquanto os cinco reféns (três homens e duas mulheres) ficaram atrás. Apesar dos bandidos estarem armados com um fuzil e outro com uma pistola, a vítima afirmou não ter sido ameaçada.

"Eles nunca apontaram a arma ou fizeram ameaças. Só conversavam entre eles que queriam chegar logo em Teresina, porque estaria tudo bem. Sempre dirigindo em alta velocidade, todo o tempo 180 a 200 km/h. Passando por Campo Maior, eles perceberam que estavam sendo perseguidos e aceleram ainda mais. Achei que ia morrer a qualquer momento", disse.

Ao chegar próximo ao posto da PRF em Teresina, a vítima contou que o assaltante pensou em passar normalmente pela fiscalização. No entanto, ao perceber a aproximação da polícia ele acelerou e dirigiu na contramão (veja vídeo divulgado pela PRF acima).

"Todo mundo gritou na hora. Sete tiros pegaram no carro e mesmo com o pneu furado, o assaltante continuou dirigindo em alta velocidade. Eu falei para eles que o carro iria virar com todos nós, que era melhor pegarem outro veículo e deixar a gente ir embora. O que estava na direção parou o carro e pegou outro na BR-343, deixando a gente lá", lembrou.

O motorista revelou ter dito um prejuízo de R$ 1.500 mil para consertar o carro. Apesar disso, a vítima agradeceu pela vida: 'Estou vivo, isso que importa'.

Até o momento, nove homens foram mortos e seis foram presos suspeitos de participação no crime. A maioria dos suspeitos é natural de Uberlândia (MG) e a polícia acredita que o suposto chefe da quadrilha seria um piauiense, Paulo França, que também foi morto em troca de tiros com policiais.

Segundo o secretário de segurança, Fábio Abreu, a quadrilha roubou R$ 229 mil das duas agências em Campo Maior. Até o momento, a polícia recuperou R$ 70 mil que estavam com os suspeitos mortos durante confronto. Parte das notas encontradas em Barras estava queimada.

fonte: G1PI

 

 

 


09 / 05 / 2019 - as 17:07

Uma casa foi encontrada na zona rural de Lagoa do Sítio, região de Valença, e é suspeita de ter sido usada como base da quadrilha que assaltou as agência bancária de Campo Maior, levando R$ 229 mil. No local também foi encontrado um carro roubado, de origem de Teresina.

O coronel Antoni Soares, comandante de Policiamento do Semiárido, explica que o local foi encontrado após investigações da Força Tática de Valença, que intensificou o policiamento na região. “O planejamento (do assalto) era feito nesse sítio. Temos informações de que eles pretendiam fazer o assalto em Valença, mas por conta, não sabemos ainda a motivação, foram ao município de Campo Maior”, informou.

A região onde está localizada a casa, a 234 km de Teresina, é reduto do Paulo França, um criminoso conhecido pela polícia por vários mandados de prisão por roubos a bancos e carros forte. França foi um dos primeiros bandidos mortos nos confrontos com a polícia em Cocal do Piauí.

A residência foi encontrada fechada e com vários rastros de circulação de veículos no terreno. A polícia tenta investigar o proprietário da casa e se o imóvel foi cedido ou alugado.

Na casa foram encontradas mercadorias com selos de supermercado em Uberlândia, Minas Gerais, estado natal da maioria dos criminosos mortos pela polícia.

O carro encontrado no local foi roubado em Teresina há um mês. O Grupo de Repressão ao Crime Organizado está nas investigações.

O comandante de Policiamento do Semiárido destaca a importância do apoio da comunidade nas investigações e reforçou o chamado a colaboração. “Pedimos que ajudem a polícia Militar, ajude a Polícia Civil. Esse indivíduo que está lá, se não for conhecido ou parente de ninguém, se não é parente, aderente ou não tem função no município, pedimos que a comunidade colabore com a polícia”, pontua Antoni.

Prisões

A Secretaria Estadual de Segurança confirmou, no início da tarde desta quinta-feira (9), a morte de mais um suspeito da quadrilha, identificado como Raimundo.  Ele foi encontrado e morto na região de Mangaratiba, em Teresina. Com ele foram encontrados uma pistola e uma mochila com dinheiro.

Fonte: cidadeverde.com

 


06 / 05 / 2019 - as 14:52

A Secretaria de Segurança Pública informa que na manhã deste domingo (05), após confronto com policiais na região de Cocal, cinco suspeitos de praticarem roubo as agências bancárias da cidade de Campo Maior foram mortos após confronto com a polícia.

Outros envolvidos no crime continuam escondidos na mata entre os municípios de Batalha e Barras.  Foram apreendidos armamentos, carros e explosivos. Participaram da ação policiais do GRECO, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Polícias Civil e Militar de Campo Maior, Piracuruca, Piripiri, Barras, Batalha, RONE, BOPE, Divisão de Operações Especiais da PC-PI e COTAR do Ceará com apoio aéreo.

As diligências continuam em várias regiões com o reforço de mais policiais para captura dos demais membros do grupo criminoso.

Atualizada: 18h00 -  05/05/2019

Mais um bandido identificado como Reyller Alves da Silva foi morto num confronto com a PM-PI num matagal na região do município de Cocal (PI). Com a confirmação, sobe para seis o número de criminosos mortos, envolvidos nos assaltos simultâneos a três bancos no município de Campo Maior (PI), ocorrido no início da semana.

O Secretário de Segurança, Fábio Abreu, está no local e confirmou que outros cinco pessoas foram presas num veículo Tucson entre Barras e Batalha (Veja matéria!)

 

Nota OFICIAL DA SSP-PI:

A Secretaria de Segurança Pública informa que na tarde deste domingo (05), confirma a morte de mais um suspeito de praticar roubo as agências bancárias da cidade de Campo Maior.

Durante a ação seis homens morreram após o confronto com a polícia. Outros envolvidos no crime continuam escondidos na mata entre os municípios de Batalha e Barras.  Foram apreendidos armamentos, carros e explosivos. Participaram da ação policiais do GRECO, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Força Tarefa da SSP/PI, Polícias Civil e Militar de Campo Maior, Piracuruca, Piripiri, Barras, Batalha, RONE, BOPE, Divisão de Operações Especiais da PC-PI e COTAR do Ceará com apoio aéreo.

falapiauí


06 / 05 / 2019 - as 09:45

Um princípio de incêndio atingiu a Secretaria de Fazenda do Piauí (Sefaz), situada no Centro Administrativo, durante o fim de semana. As chamas teriam sido ocasionadas devido a um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado. O Corpo de Bombeiros foi acionado. 

O caso ocorreu na noite do último sábado (05). Segundo o coronel Carlos Frederico, comandante do Corpo de Bombeiros do Piauí, o fogo atingiu uma das salas no 2º andar, nas proximidades do gabinete do secretário. 

"A equipe fez a contenção e não houve vítimas, mas pequenos danos, principalmente, no teto que era de PVC. Muito provavelmente a causa foi um curto-circuito em um ar-condicionado", disse o comandante. 

Por meio de nota, a asssessoria da Sefaz informou que "houve problema em um ar-condicionado causado possivelmente por um curto-circuito. Não houve nenhum dano relevante, apenas no referido aparelho e no forro de uma sala. O funcionamento da Sefaz segue normalmente nesta segunda-feira", informou a nota.

Fonte: cidadeverde.com

 

 

 

 


06 / 05 / 2019 - as 09:13

Mais dois suspeitos que participaram do assalto às agências bancárias em Campo Maior, foram mortos em confronto com a Polícia Militar. A informação foi confirmada nessa manha de segunda-feira (6), pelo  Comandante do 15 Batalhão de Campo Maior Major Etevaldo.

De acordo com o comandante, eles resistiram a prisão na região que fica entre os municípios de Barras e Batalha. Segundo o Major, a operação continua, já que segundo ainda existem mais acusados de explodirem os bancos de Campo Maior .

 


05 / 05 / 2019 - as 11:35

Uma operação que já dura cinco dias desde que os bandidos explodiram os bancos do Brasil e Caixa Econômica de Campo Maior. Cerca de dez bandidos chegaram na cidade por volta da meia noite e meia da última terça-feira usando três veículos entre eles duas camionetes já recuperadas.

Mas nessa madrugada de domingo, 05, a Polícia Militar conseguiu encontrar  parte do bando no município de Cocal da Estação e como os acusados estão fortemente armados  atiraram nos policiais. No confronto cinco assaltantes acabaram morrendo.

Com eles foram encontrados parte do dinheiro roubado, vasta munição, mochilas, coletes a prova de balas e armas de vários calibres.

Uma equipe da Policia do Ceará usando um Helicóptero participa da operação. Nessa foto aí eles pousaram em plena rodovia para traçar planos para prender o restante dos assaltantes que deixaram Campo Maior e região sem  os dois principais bancos oficiais.


05 / 05 / 2019 - as 10:19

Cinco suspeitos de explodir duas agências bancárias na cidade de Campo Maior foram mortos em confronto com a Polícia Militar do Piauí na madrugada deste domingo (5). O bando foi cercado por policiais de Cocal dos Alves, a 262km ao Norte de Teresina.  O secretário de segurança, Fábio Abreu, confirmou a informação.

O IML de Parnaíba foi acionado na manhã deste domingo(5), para remover os corpos dos suspeitos. O tiroteio entre a polícia e os suspeitos ocorreu na zona rural de Cocal.

A Secretaria de Segurança Pública, emitiu uma nota informando que na manhã deste domingo (05), após confronto com policiais na região de Cocal, cinco suspeitos de praticarem roubo as agências bancárias da cidade de Campo Maior foram mortos após confronto com a polícia. 

Outros envolvidos no crime continuam escondidos na mata entre os municípios de Batalha e Barras.  Foram apreendidos armamentos, carros e explosivos. Participaram da ação policiais do GRECO, Diretoria de Inteligência da SSP-PI, Polícias Civil e Militar de Campo Maior, Piracuruca, Piripiri, Barras, Batalha, RONE, BOPE, Divisão de Operações Especiais da PC-PI e COTAR do Ceará com apoio aéreo.



As diligências continuam em várias regiões com o reforço de mais policiais para captura dos demais membros do grupo criminoso.

meionorte

 



PUBLICIDADE