16 / 09 / 2016 - as 11:42

                         Quando a correnteza levou o ator Domingos Montagner no Rio São Francisco, a atriz Camila Pitanga estava com ele, comemorando o fim das gravações de "Velho Chico".
 
Um morador de Canindé do São Francisco, em Sergipe, registrou a reação da atriz assim que ela foi retirada da água, quando o colega da novela "Velho Chico" ainda estava desaparecido.
 
Nas imagens publicadas na internet, a atriz chora sentada em uma canoa e parece tentar explicar o que aconteceu para uma pessoa que está ao lado (assista abaixo).
 
Ao jornal "Bom Dia Brasil", da TV Globo, Antônio Pitanga, pai da atriz Camila Pitanga, falou sobre a reação da filha após a morte do colega: "A primeira coisa que ela fala, 'pai, pai, pai, uma tragédia, eu tô vivendo uma tragédia meu pai. O Domingos, o Domingos, a correnteza levou o Domingos'".
 
Ainda segundo o pai de Camila, que demonstrou desespero após ter saído da água, a atriz disse que ainda conseguiu segurar a mão do colega antes que ele desaparecesse na água. "Segurou na mão dele, ela disse, 'segurei na mão, pai', tentando trazer ele. Eu estou sem chão", concluiu Antônio Pitanga.
Catraca Livre

30 / 08 / 2016 - as 11:22

Após o anúncio da separação de William Bonner e Fátima Bernardes, há rumores de que uma colega da emissora seria o pivô do fim da união do casal. O suposto affair, inclusive, seria conhecido nos bastidores da emissora.

A mulher seria próxima do âncora do “Jornal Nacional”, apesar de eles não trabalharem juntos, segundo a coluna da jornalista Fabíola Reipert.

Outro motivo para o divórcio seria a tensão entre os jornalistas. Em março, a âncora do “Encontro” teria ficado afastada do programa depois de brigar com o marido e ficar doente. 

Mais outro ponto de tensão seria o alto faturamento de Fátima. Após deixar o “JN”, a apresentadora passou a receber mais do que o triplo do salário do ex-marido.

Fonte: Famosidades

 


24 / 05 / 2016 - as 14:47

O suspeito de cometer ofensas raciais na Internet contra a cantora Ludmilla confessou o crime na manhã desta terça-feira (24) na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática na Zona Norte do Rio.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o delegado Alessandro Thiers vai indiciar o autor pelo crime de injúria preconceituosa, com a pena aumentada devido ao crime ser cometido pela internet. 

A cantora Ludmilla foi à delegacia na tarde desta segunda-feira (23) para registrar ocorrência contra um homem que fez os comentários racistas sobre ela em uma rede social.

O suspeito, que não teve o nome divulgado, mora no Rio e tem 31 anos, segundo a polícia.

Segundo o empresário da cantora, os xingamentos já haviam sido publicados outras vezes.

No domingo (22), a cantora desabafou: "Alguma autoridade pode me ajudar a identificar esse homem? Não é a primeira vez que ele faz isso. Que ódio, só quero a justiça, mais nada. Nessa eu vou até o fim".

Muitas pessoas criticaram a atitude do suspeito na internet. Ele disse que foi um mal-entendido.

“Eu fico muito desesperada, porque as pessoas ficam atingindo as outras achando que não vai machucar. Eu tenho familía. Eles acham que não chateia, mas machuca de verdade" disse a cantora.

Após ouvir a cantora, o delegado Felipe Curi, da Delegacia de Repressão Contra Crimes de Informática (DRCI) disse que o suspeito já tem ficha na polícia, por tentativa de homicídio.

Na delegacia, Ludmilla contou que já tinha bloqueado o acesso do agressor à sua página na rede social pelo mesmo motivo.
“Pelo amor de Deus, não aguento mais, de olhar e fingir que não está vendo. De deixar passar em branco, de deixar para lá. Eu resolvi tomar essa atitude de ir denunciar ele, também para as outras pessoas se incentivarem porque isso é crime, e a pessoa tem que pagar por isso”, afirmou Ludmilla.

Um pedido de desculpas foi publicado pelo mesmo perfil que escreveu as ofensas, na rede social. O autor das mensagens diz que tudo foi um mal entendido.

Fonte: G1

 


23 / 05 / 2016 - as 08:54

Ana Hickmann deu sua primeira entrevista à TV, neste domingo, 22, após sofrer um atentado no sábado, 21, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Muito emocionada, a apresentadora relembrou os momentos de terror. "É dificil de acreditar que aquela imagem, a cena, as palavras, os tiros, que tudo aquilo aconteceu. Parece cena de filme. Na hora em que ele entrou, a primeira coisa que passou na minha cabeça foi, 'é um assalto, um arrastão'. Só que ele veio para cima de mim e começou a me ofender e a me humilhar. Por uma graça de Deus, meu marido e meu filho não estavam presentes", disse ela em entrevista ao programa "Domingo Espetacular", da Record.


"Ele ficou o tempo todo com a arma apontada para mim. O tempo todo falando que eu não prestava, que era uma mentirosa. Já passei por outras situações complicadas antes, tentativa de assalto, mas dessa vez, pela primeira vez na vida, eu tive medo e tinha a certeza de que ia morrer", desabafou ela.


Durante a entrevista, Ana contou que o cunhado, Gustavo Corrêa, é o responsável por ainda estar viva. "Se não fosse por ele, meu marido não teria ido me buscar no aeroporto, ele teria ido ao IML (Instituto Médico Legal). A primeira coisa que eu quero é a minha família aqui de volta, na minha casa, com a minha cunhada bem. A única coisa que eu peço e rezo agora para Deus é que todo mundo volte para casa bem", complementou ela.

Entenda o caso

Ana estava em em seu quarto, no nono andar do hotel Caesar Business, por volta de 14h do sábado, 21, quando seu cunhado, Gustavo, foi abordado por Rodrigo Augusto de Pádua, 30 anos, que estava armado e o obrigou a levá-lo até o quarto da apresentadora.


Ana foi ofendida e ameaçada pelo infrator no quarto do hotel, e juntamente com Gustavo e a mulher dele, Giovana Oliveira, que também é assessora de imprensa de Ana, foi obrigada a ficar de costas. Quando Gustavo reagiu e entrou em luta corporal com o bandido, ele fez dois disparos que atingiram Giovana no braço e no abdômen. Na briga, Gustavo conseguiu desarmá-lo e disparar três tiros contra ele, que morreu no mesmo momento.

Giovana Oliveira, cunhada de Ana que levou dois tiros durante atentado contra a apresentadora

Segundo a polícia militar, o bandido apresentou nome falso para se hospedar no hotel, apresentando um cartão de crédito do pai. A assessora Giovana, que foi baleada, está internada no Hospital Biocor, em Belo Horizonte, em estado estável e ainda sem previsão de alta. Segundo a assessoria do hospital, ela está consciente e já conversa com familiares.


"A paciente Giovana Alves de Oliveira foi submetida a cirurgia de emergência em 21/05/2016, para tratamento de lesões intestinais e vasculares. No momento, encontra-se em tratamento intensivo. Está lúcida, acordada, consciente e com os sinais vitais estáveis, apesar de ainda sob riscos e inspirando cuidados. Respira sem ajuda de aparelhos", disse o comunicado enviado pela assessoria do hospital, neste domingo, 22.

'Ação foi em legítima defesa', diz delegado
A apresentadora voltou para casa, em São Paulo, na noite de sábado, após prestar depoimento no Departamento de Investigação e Homicídios e Proteção à Pessoa de Belo Horizonte. Muito abalada, ela saiu às 22h45 e não quis dar entrevistas.

Segundo o delegado Flávio Grossi, responsável pelas investigações, o caso é encarado como legítima defesa. "O Gustavo foi autuado em flagrante no local, mas diante dos depoimentos, ficou eminente que a ação dele contra o infrator foi em legítima defesa e relaxei a sua situação no caso", explicou o delegado.

Fonte: Ego


16 / 05 / 2016 - as 09:08

Morreu na noite de domingo, por volta das 23h50, o cantor Cauby Peixoto, aos 85 anos, em São Paulo. Ele estava internado no hospital Sancta Maggiore, no Itaim Bibi. A informação foi confirmada ao EGO pela assessoria de imprensa do cantor. "É verdade, infelizmente. Em breve, soltaremos um comunicado oficial com todas as informações", disse o responsável.
Segundo a assessoria de imprensa do hospital, a causa da morte foi pneumonia. O músico permaneceu no centro médico desde o dia 9.
Na página oficial de Cauby no Facebook, foi colocado um comunicado sobre a morte do músico: "Com muita dor e pesar informamos aos amigos e fãs que nosso ídolo Cauby Peixoto acaba de falecer as 23:50 do dia 15 de maio . Foi em paz e nos deixa com eterna saudades. Pra sempre Cauby!".
Na sexta-feira, 13, foi ao ar uma enrevista que Cauby concedeu ao "Vídeo Show". Na conversa, ele aparentava estar bem de saúde. . Ele relembrou na época em que as fãs rasgavam suas roupas e conheceu Gabriel Diniz.

Fonte: Ego


 

 


11 / 02 / 2016 - as 11:32

Após apuração realizada na tarde desta quarta-feira (10) no Teatro de Arena da Praça da Bandeira, no Centro de Teresina, a escola de Samba Ziriguidum foi declarada campeã do Carnaval 2016, seguida pela Sambão em segundo lugar e pela Brasa Samba, que ficou com a terceira posição. O resultado gerou reclamação de outras escolas, principalmente da Brasa Samba, que questionou o preparo dos jurados.

As escolas foram avaliadas com notas entre 7 e 10 em 20 quesitos. No somatório total, a Ziriguidum garantiu o título com 173,7 pontos e levou o prêmio de R$ 10 mil. A Sambão, com 172,5, foi vice-campeã e foi premiada com R$ 7 mil; e a Brasa Samba, com 171,1, completou o pódio e foi premiada com R$ 4 mil.

O presidente da campeã, Marcos Monteiro, comemora o resultado, que ele vê como natural. “É um sentimento de alegria, pois nós trabalhamos para isso (ser campeão). O esforço foi de todos, não tínhamos hora para trabalhar, e agora colhemos os frutos”, comentou o carnavalesco, em meio a comemoração que está sendo realizada na sede da escola.

A Ziriguidum foi para a avenida cantando o enredo “Sem Raiva, Sem Droga, Sem Dor: Só Samba, Saúde e Amor”, tema escolhido pelo carnavalesco Pereira Falazar e pelo presidente de honra Fernando Monteiro, com letra de Francisco Magalhães e melodia e harmonia do enredo por Francy Monte e Osnir Veríssimo

Fonte: G1 PI

 


11 / 02 / 2016 - as 11:15

A grande campeã do Carnaval foi escolhida nessa quarta-feira (10) na praça da Apoteóse. Em uma tarde quente, com a sensação térmica passando dos 40 °C, a Estação Primeira de Mangueira precisou esperar até o penúltimo jurado do último critério para soltar o grito de campeã. A apuração foi tão apertada que as quatro primeiras colocadas se alternaram no primeiro lugar ou permaneceram empatadas em primeiro durante boa parte da apuração, nota a nota, quesito a quesito.

O enredo "Maria Bethânia: A Menina dos Olhos de Oyá" foi proposto pelo carnavalesco Leandro Vieira. “Para mim, o enredo é um prazer. Alimentei por um tempo o desejo de ter este enredo sobre a Bethânia. Mais do que contar a trajetória musical e artística, queria fazer um enredo que dialogasse com a cultura brasileira e acho que a Bethânia representa muito bem este diálogo", disse.

Na busca pelo título do Grupo Especial, que havia sido conquistado pela última vez em 2002, a Mangueira celebrou os 50 anos de carreira da cantora baiana, fechando a noite com um desfile de luxo e sofisticação, além da presença de muitos artistas. Já o enredo da Unidos da Tijuca foi "Semeando sorriso, a Tijuca festeja o solo sagrado".

A quadra da verde e rosa, na Zona Norte do Rio, já estava cheia, mas ficou completamente lotada conforme o título se aproximou. Lá estava o carnavalesco Leandro Vieira. "Desconfiaram muito de mim, mas eu me empenhei para comemorar hoje", disse o carnavalesco.

Fontes: Terra e G1


18 / 01 / 2016 - as 11:51

Após entrar para o Livro dos Recordes como o maior Corso do mundo pela quantidade de caminhões, o evento terá um novo perfil este ano. O presidente da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, Lázaro do Piauí, declarou em reunião nesta segunda-feira (18), no Quartel do Comando Geral, que o perfil do evento está mudando e as pessoas estão descendo dos caminhões. Por isso, o número de carros poderá ser inferior ao do ano passado, que foi de 260. Até o momento, apenas 30 foram inscritos.

Lázaro destacou que apesar do número bastante reduzido até o memento, somente esta semana pelo menos mais 100 caminhões devem se inscrever. Um dos motivos apontados por ele é a crise econômica.

"As pessoas gastam muito com a produção dos caminhões, a redução pode ser um reflexo disso". Ele disse, contudo, que a preocupação maior da organização é com a segurança dos foliões. 

"Não estamos preocupados com a quantidade de carros, e sim com a segurança e o conforto dos nossos foliões. O caminhao é super importante para mantermos a tradição, mas temos a consciência de que são as pessoas que fazem o evento. O povo é que decide o rumo do corso", declarou. 

Fonte: cidadeverde.com



PUBLICIDADE