08 / 10 / 2017 - as 09:24

Após a rebelião registrada na Penitenciária Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina, o governador Wellington Dias decretou, neste sábado (7), situação de emergência no presídio. 

Durante a confusão, detentos do pavilhão C e D  quebraram paredes da unidade prisional e comprometeram a estrutura física da penitenciária. O decreto emergencial destinará reforços das forças de segurança pública para garantir a ordem e disciplina no presídio e iniciar reparos na penitenciária que, de acordo com a secretaria estadual de Justiça, “foi muito danificada com a rebelião”. 

O secretário de Justiça, Daniel Oliveira, está em Esperantina realizando uma vistoria na penitenciária da cidade. O gestor informa que a Sejus e a Polícia Civil iniciaram investigações para identificar o que causou a rebelião.

De ontem para hoje, a Secretaria de Justiça transferiu mais de 100 presos de Esperantina para outras unidades prisionais e já iniciou as buscas para recapturar os fugitivos. Por questões de segurança, a Sejus não informa para onde os detentos foram transferidos. A informação é de que 15  detentos  ficaram feridos durante a confusão e seis destes foram levados para atendimento no Hospital de Urgência de Teresina. Segundo o HUT, todos tinham perfurações. Alguns passaram por cirurgia e não correm risco de morte. 

50 foragidos

A Sejus confirmou que 75 presos fugiram durante a rebelião na Penitenciária de Esperantina. 20 deste já foram recapturados e  cerca de 55 presos que ainda estão foragidos.

Uma equipe de mais de 30 policiais militares e agentes penitenciários está envolvida na operação de recaptura dos foragidos. 

A rebelião na Penitenciária de Esperantina iniciou por volta das 13h de sexta (6) e foi controlada às 17h40, quando a Tropa de Choque da Polícia Militar entrou na unidade. Os detentos conseguiram chegar na parte mais alta do presídio e reivindicavam a presença da imprensa e dos Direitos Humanos.

Fonte:cidadeverde


07 / 10 / 2017 - as 09:22

O capotamento de um carro na BR-135 matou duas pessoas da mesma família, entre elas um bebê de seis meses, no município de Corrente (PI), 874 quilômetros ao Sul de Teresina (PI). Pai e filho morreram na tragédia, enquanto a mãe e um irmão do bebê ficaram feridos. 

O acidente aconteceu na tarde da última quinta-feira (5), no quilômetro 609 da BR-135, que ficou conhecida como "rodovia da morte" por conta das condições precárias de tráfego e quantidade elevada de acidentes. Com este último caso, já são 43 mortes na estrada só em 2017. 

A Polícia Rodoviária Federal confirmou que o capotamento da Strada Adventure de placa PAD-0241, do Distrito Federal, ocorreu por volta de 14h30 de ontem. O motorista Herculano de Carvalho Filho, 38 anos teria perdido o controle do carro em uma ultrapassagem. A tragédia matou o condutor e seu filho de seis meses, identificado como Arthur. 

Na tragédia, a esposa do motorista, Alessandra Amador Miranda, 34 anos, e outro filho do casal, Gustavo Miranda de Carvalho, de 8 anos, sofreram ferimentos leves. 

No início de setembro, uma cabeleireira morreu em acidente na mesma rodovia, próximo a Bom Jesus. Dias depois, manifestantes de quatro cidades fecharam a BR-135 em pontos diferentes e cobraram melhorias na trafegabilidade. Sem acostamento, o trecho possui desníveis de até 30 centímetros em relação às margens da pista. A bancada federal do Piauí se comprometeu a destinar recursos para obras na região. 

Fonte:cidadeverde.com

 


07 / 10 / 2017 - as 09:20

O pai do garoto encontrado em uma cela da penitenciaria Major César e o preso que cumpria pena no recinto por estupro, podem ser transferidos para o mesmo presídio. O agricultor Gilmar Francisco Gomes, que se encontra detido no 14º Distrito Policial de Altos, tem dois possíveis destinos: ou vai para a Casa de Detenção Provisória (CDP) do município ou a Casa de Custódia, em Teresina. Ele vai responder por abando de incapaz. Já o detento José Ribamar Pereira Lima, que estava preso em regime semiaberto na Major César, será transferido para a CDP.

O agricultor, em liberdade há seis meses, cumpriu pena na Major César também por estupro de vulnerável, e dividia a mesma cela com José Ribamar, que agora está em ambiente separado por questões de segurança. A transferência dos dois depende da Secretaria de Justiça disponibilizar as vagas.

Gilmar Francisco Gomes foi detido na tarde de quinta-feira (5) na delegacia de Altos quando buscava informações sobre o caso. A prisão foi decretada pela juíza Andrea Parente Lobão Veras. Hoje, segundo o delegado do caso, Jarbas Lopes de Araújo Lima, o pai do adolescente recebeu a visita da esposa, Sebastiana da Silva Rodrigues.

A ala em que José Ribamar Pereira Lima estava preso abriga 24 presos, cinco deles já foram ouvidos. “Os presos disseram que não escutaram nenhum barulho ou algo com conotação de abuso sexual”, afirmou o delegado ao Cidadeverde.com.

Os presos confirmaram para a polícia que o garoto já havia dormido lá outras vezes quando o pai ainda estava preso. “O garoto e a família sempre visitavam o preso”, disse o delegado.

Os irmãos do garoto também serão ouvidos, uma menina de 15 anos e outros dois meninos, de 11 e 9 anos. Eles também frequentavam a colônia agrícola Major César, segundo a investigação. A polícia aguarda ainda o relatório do Conselho Tutelar e os relatórios da psicóloga e assistente social.

O garoto passou quase 16 horas dentro da penitenciária, que tem capacidade para 290 detentos, mas abriga 380. Ele foi levado ao presídio pelo próprio pai que negou ter recebido recompensa financeira para deixar o filho com o preso na cela. Ele disse que o detento é seu "compadre", ajuda sua família e que não viu nenhum perigo em deixá-lo lá.

Já a mãe do garoto disse à polícia que o filho ficou no presídio sem sua autorização. O detento Pereira Lima negou que tenha abusado do menino. 

Fonte:cidadeverde.com

 

 


07 / 10 / 2017 - as 09:17

Detentos do Pavilhão C, da Penitenciária de Esperantina, invadiram o pavilhão vizinho para tentar matar três outros detentos. No conflito, três presos foram feridos e estão em estado grave.

Segundo informações, os detentos do Pavilhão C quebraram uma parede que divide um ambiente do outro e, dessa forma, um grupo conseguiu invadir o pavilhão D. Eles portavam instrumentos cortantes e barras de ferro. 

No embate, conseguiram lesionar ao menos três detentos da unidade, identificados como André Fabrício Ferreira da Silva, de 22 anos; João Batista Ferreira Filho, de 31 anos e Francisco José Benício Júnior, de 34 anos.

Os três feridos foram retirados da Penitenciária de Esperantina e transferidos para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Segundo o hospital, o estado deles é grave e eles sofreram perfurações no tórax.

Ainda de acordo com as informações repassadas à TV Cidade Verde, o dano só não foi pior porque a guarda conseguiu intervir a tempo e fez disparos com armas não letais no momento do motim. 

Neste momento, a situação está controlada no presídio. A Secretaria da Justiça emitiu nota sobre o caso, afirmando que solicitou a abertura de inquérito policial e explicando que o "princípio de motim", como foi caracterizado, começou em protesto à transferência de detentos.

A rebelião foi controlada no início da noite após a entrada da tropa de choque no presídio. Informou a Sejus. O local vai passar por vistoria e os presos por contagem. Ainda de acordo com a secretaria, haverá transferência de detentos. As forças de segurança devem permanecer no local para evitar novos motins.

Fonte: cidadeverde.com


05 / 10 / 2017 - as 19:43

Uma dupla de assaltantes, utilizando uma motocicleta, provocou o pânico na noite de quarta feira (4) na cidade de Altos, realizando diversos assaltos em postos de gasolina, restaurantes e residências.

 De acordo com o Major Etevaldo do 5º Batalhão da Polícia Militar de Campo Maior, os acusados fugiram em direção a Campo Maior e na altura da Curva da Raposa, assaltaram um dono de restaurante que fica às margens da BR, e um caminhoneiro que estava com o carro no prego.

 O fato se deu por volta de 02h00 da madrugada de hoje, no trecho da BR-343, entre Altos e Campo Maior. As equipes da PM de Campo Maior seguiram para dar apoio às equipes de Altos. Por volta de 05h30min houve um confronto com um dos envolvidos, que disparou contra os policiais e veio a óbito após ser atingido.

A população pede reforço policial porque eles acreditam que o número de assaltos pode aumentar ainda mais pela proximidade com Teresina capital do Piauí.


04 / 10 / 2017 - as 09:47

Nesse momento acontece o julgamento do acusado de estuprar e matar brutalmente a pequena Franciele da Silva Santos, 9 anos. O fato aconteceu no dia 04 de Janeiro de 2015 e hoje é realizado o julgamento de   Antônio Francisco(Piranha) no Tribunal do Júri.

Familiares chegam vestidos com camisetas estampadas com a fotografia da vítima e a comoção é grande dentro e fora do fórum de Campo Maior.

As ruas foram fechadas no momento em que o acusado chegava com um forte aparato de segurança para evitar qualquer tentativa de linchamento.


01 / 10 / 2017 - as 12:01

Uma criança de 10 anos foi feita de refém pelo próprio padrasto ontem (30) em Dom Expedido Lopes. A criança ficou na mira de uma faca por aproximadamente 3 horas. De acordo com o tenente-coronel Edwaldo Viana, comandante do 4º BPM de Picos, o padrasto foi identificado como José de Sousa e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ajudou no resgate. Até o momento, não há informações sobre o que levou o padrasto a cometer a ação.

O padrasto chegou a ferir a criança com um corte na orelha e no pescoço. Ela recebeu atendimento no hospital d região e o padrasto, que já tem passagem na polícia por tentativa de homicídio e roubo, foi preso.

“O policiamento de Dom Expedito Lopes entrou em contato com o COPOM de Picos solicitando reforço, pois o padrasto estava com uma criança como refém, usando uma faca no pescoço dizendo que iria mata-la”, disse o comandante Viana. A Polícia Rodoviária Federal também ajudou no resgate.

“No momento em que já estava no local os policiais de Dom Expedito Lopes e policiais da PRF tentando negociar, foi feito o cerco à residência e, após mais ou menos duas horas e meia a três horas de negociação, o indivíduo resolveu tira a faca do pescoço da criança. Ele jogou a faca ao solo”, comentou o coronel.

No momento em que o padrasto soltou a faca, policiais que estava na porta dos fundos da residência entraram no local.

Fonte:cidadeverde


30 / 09 / 2017 - as 11:53

O agente especial da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Eraldo Brandão, já está em liberdade. Ele foi preso na quinta-feira (28) em uma operação da própria PRF flagrado solicitando e recebendo como propina uma caixa de legumes. Fato esse filmado pela Corregedoria da PRF no local de trabalho do policial, no posto de Campo Maior, na BR-343. 

Durante a audiência de custódia, na Justiça Federal,  o juiz competente entendeu que o policial deverá responder ao processo em liberdade. O flagrante foi homologado e o agente responderá em liberdade. Para isso, foi arbitrada uma fiança no valor de cinco salários mínimos; pouco menos de R$ 5 mil. O montante já foi pago.

A única medida posta pelo juiz é a de que o policial se abstenha de fazer o patrulhamento nas rodovias federais. No entanto, Eraldo Brandão poderá continuar trabalhando no órgão.

O corregedor da PRF, Francisco das Chagas Lopes Sobrinho, disse ao Cidadeverde.com que o órgão não foi notificado oficialmente da decisão, mas adiantou que o policial vai ficar trabalhando na parte administrativa da PRF e não retorna ao posto que estava lotado.

"A gente não está ciente da decisão do juiz oficialmente, mas neste caso ele fica trabalhando apenas no administrativo", disse.

Ainda segundo o corregedor, o PRF vai responder a um processo na esfera administrativa e judicial.

Fonte:cidadeverde.com 

 



PUBLICIDADE