01 / 09 / 2015 - as 08:54

Um homem identificado como Antônio Severo está foragido, suspeito de estuprar uma criança de oito anos em Castelo do Piauí na tarde dessa segunda-feira (31). De acordo com o sargento Gomes, da Polícia Militar da cidade, o homem era amigo da família e teria atraído a garota chamando para colher mangas em sua casa. 

O caso aconteceu na localidade Barras, povoado São Boa Ventura, zona rural de Castelo. De acordo com o sargento, a mãe da garota foi ao Centro da cidade e deixou a filha sozinha. O homem abordou a garota e ela foi até sua casa. 

"Quando a mãe chegou, viu a filha saindo da casa dele e ela relatou o fato. Ainda não foram feitos todos os exames, mas a criança conta que sofreu os abusos", informou o policial. 

Após saber da violência, a mãe da garota procurou a polícia, que desde a noite de ontem até as primeiras horas da manhã de hoje realiza buscas pela cidade, mas o homem não foi localizado. 

O advogado do suspeito procurou a delegacia da cidade e informou que ele deverá se apresentar à polícia em breve. 

Fonte: cidadeverde.com


05 / 08 / 2015 - as 08:24

A titular da Delegacia da Mulher da zona Sudeste de Teresina, Anamelka Albuquerque Formiga, informou nesta terça-feira (5) que a Polícia Civil mantém o mesmo entendimento do juiz Leonardo Brasileiro e do Ministério Público de que os quatro adolescentes participaram da barbárie em Castelo do Piauí.

Documentos mostram depoimentos de internos do Centro Educacional Masculino (CEM) indicando que Gleison Vieira da Silva, 17 anos, teria confessado ter praticado o crime sozinho e que receberia R$ 2 mil caso conseguisse praticar a ação criminosa. 

“Tenho o mesmo entendimento do juiz e não retiro nada do que formulamos no inquérito. Temos provas e robustez da participação do quatro menores. É oportuno para a defesa dizer que apenas um é o autor do fato, pois ele já está morto”, disse a delegada em entrevista ao Notícia da Manhã, desta quarta-feira (05). 

Anamelka Albuquerque reforça que os menores infratores- apreendidos horas após o crime- prestaram depoimento com riquezas de detalhes. 

“No frescor do flagrante, eles falaram até do sentimento ao ver as meninas e relataram que as vítimas eram bonitas, jovens e bem vestidas. A Polícia Civil está tranquila em relação ao inquérito”, reitera. 

Fonte: cidadeverde.com



PUBLICIDADE