24 / 08 / 2018 - as 12:31

Na manhã dessa sexta-feira (24) policiais do Batalhão da Polícia Militar de Campo Maior participaram da homenagem ao Dia do Soldado, que aconteceu nas dependências do Educandário Alfabetoc.
 
Na oportunidade houve a formatura matinal, desfile da tropa e homenagem dos alunos aos militares. Em seguida os alunos conheceram de perto as viaturas da Polícia Militar e tiveram um contato mais direto com os policiais, para compreenderem o serviço desempenhado nas ruas. 
 
De acordo com o Comandante do 15° BPM, Major Etevaldo Silva, a comemoração do Dia do Soldado junto aos estudantes buscou resgatar valores cívicos e permitiu uma aproximação com as crianças e a juventude para que percebam a importância da Polícia Militar. 
 
"Nós que compomos a Polícia Militar somos todos soldados. Todos irmanados no desejo de proteger as pessoas e garantir a segurança da sociedade. É essa a razão de nossa existência", enfatizou o Comandante. 
 
 
 
 

24 / 08 / 2018 - as 10:27

A jovem advocacia contará com um site próprio, com informações direcionadas e serviços voltados à inserção no mercado de trabalho. A medida foi deliberada na última sessão do Conselho Estadual do Jovem Advogado (CEJA) da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí, ocorrida nessa terça-feira (21), em parceria com a Comissão do Jovem Advogado.

De acordo com o presidente do CEJA, Pedro Costa, o site contará também com canais que permitirão aos jovens advogados enviarem proposições a serem deliberadas pelo Conselho Jovem, ampliando a participação da jovem advocacia nas decisões da Ordem, bem como o envio de denúncias relativas ao aviltamento de honorários advocatícios de diligência, ao descumprimento do piso salarial e à contratação irregular.

Por: Ravenna Araújo 

Assessoria de Comunicação da OAB-PI


23 / 08 / 2018 - as 09:39

O Coordenador da Defesa Civil em Campo Maior Edilson da Vargem lançou um áudio para alertar a população em relção aos incêndios que começam a acontecer, especialmente, na zona rural e que todos podem ajudar e muito para que esse problema possa ser minimizado este ano. Ele pede a colaboração dos trabalhadores rurais no sentido de planejar melhor as suas queimadas. 
 
"Pedimos a todos de Campo Maior que precisam fazer  uma queimada de uma roça que peça ajuda nossa brigada de combate a incêndio ligando para a Defesa Civil do Município. Se sua propriedade estiver sendo afetada pelas chamas pode chamar os nossos homens para poder conter antes mesmo que o fogo se alastre. Bom lembrar que ninguém pode fazer queimadas descontrolada por que é crime",  afirma Edilson.
Ele inclusive alerta a todos para usar o telefone da brigada, mas também podem ligar diretamente para a Rádio Meio Norte de Campo Maior, 95,9 para alertar e pedir ajuda a brigada.
 
Olha aí os números da Rádio Meio Norte de campo Maior: 9 9472-0091/ 9 8140 -2593 
 
Texto portalfato
fotos: portalcmn40graus 
     

23 / 08 / 2018 - as 09:18

A repercussão do áudio gravado pela própria Diretora do Hospital Regional de Campo Maior Jardenia Ribeiro  foi enorme e a população da região dos Carnaubais ficou apreensiva com medo que pudesse ser fechado o Hospital.
No entanto a própria Diretora disse que a gravação era direcionada com outros gestores de hospitais de outros municípios e que o Hospital continua atendendo os pacientes.
Nessa manhã de quinta-feira, 23, o Secretário Estadual de Saúde Florentino Neto esteve na TV Clube concedendo entrevista e garante que o Hospital não vai ser fechado e afirmou que entrou no sistema e constatou que na conta do Hospital tem disponibilizado R$ 490 mil reais para ser usados npara pagamentos de fornecedores. 

22 / 08 / 2018 - as 11:09

O município de Jatobá do Piauí vai receber um veículo modelo Mitsubishi L-200 para ficar disponível à secretaria municipal de Saúde. O veiculo foi conseguido pelo vice-prefeito Hilton Gomes, através dos deputados estadual e federal Georgiano Neto e Júlio Cesar, respectivamente.
A entrega acontece na Secretaria de Estada da Saúde em Teresina nesta quarta-feira (22/08).
Segundo o vice-prefeito Hilton Gomes, o objetivo é que o veiculo seja usado no transporte de profissionais do Programa Estratégia Sapuda da Família em visitas às pessoas que não tem condições de se deslocar até aos postos de atendimento médico no município, além e servir para uma emergência no transporte de paciente, caso não esteja disponível a ambulância do município.
Hilton disse que convidou o prefeito Zé Carlos Bandeira para o recebimento do veículo, uma vez que o carro ficará sob a responsabilidade do município e o gestor precisa assinar um Termo de Sessão de Uso.
OUTRO CARRO
O município ainda deve receber outro veiculo modelo Van com 17 lugares. Este carro, segundo o vice-prefeito, já foi licitado e o recurso empenhado, faltando apenas a empresa vencedora fazer a entrega.
A Van será utilizada para o transporte de pacientes que precisam fazer algum tipo de tratamento fora do município, como os exames e consultas especializadas realizadas em Teresina.
“Pensamos em um veiculo para os profissionais realizarem seu trabalho com mais comodidade e pensamos em outra para o transporte de pacientes” disse o vice-prefeito.
 
campomaioremfoco

22 / 08 / 2018 - as 11:01

Nessa manhã de quarta-feira, 22, a Diretora do Hospital Regional de Campo Maior Jardênia Ribeiro gravou um aúdio que assusta a todos os maradores da Região dos Carnaubais. 
 
Ela explica que,  por falta de estrutura teve que fechar inicialmente 30 leitos, as quais, serviam aos pacientes de cerca de 15 municipios. No entanto a situação segundo ela pode ficar ainda pior se os fornecedores não forem pagos pelo Governo do Estado.
Veja o que diz a Diretora na gravação espalhada na internet.
 
"Estou passando esse áudio agora pra informar a todos os hospitais localizados em municipios vizinhos que o de Campo Maior fechou 30 leitos . Passa a transferir todos seus internados com maiores complicações que precisam de internação. Nós estamos sem medicamentos, sem insumos, sem alimentação e nós não temos condição de manter pacientes internados . A orientação da equipe é que façam atendimentos até 18 horas e no momento que for para internação a gente faz a regulação. Socorrinha gostaria de pedir a você da regulação que os Médicos...quando nós ligarmos não mandar a Diretora se virar  como é costume da regulação fazer isso. Nós estamos fazendo o que podemos e nesse momento estamos fechando 30 leitos para que a gente tenha condições de alimentar e dá medicamentos aos que vão ficar e é só isso. Essa semana   a gente faz isso. Se as coisas acontecerem, se o dinheiro chegar, se a gente conseguir pagar nossos fornecedores as coisas vãro se normalizar , mas caso contrário a gente vai fechando aos poucos cada setor. Estamos com estoque de medicamentos,limpeza e outros insumos muito baixo e não temos mais fornecedores  que nos forneça . Os licitados já pararam a muito tempo, ,mudamos para fornecedores alternativos e esses mesmos não querem atender e por último perdemos o fornecedor de alimento e de material de limpeza. Dessa forma não temos como fazer atendimento de pacientes que precisam dos serviços que a gente faz. Então gostaria que todos estivessem ciente disso. Estou oficializando agora ao Senhor Secretário através de um ofício informando toda a necessidade, a carência,  e a falência do Hospital que não recebe recurso que possa  se alto sustentar", afirma Jardênia.      

22 / 08 / 2018 - as 10:26

Com o aumento do fluxo de imigrantes venezuelanos este ano para o Brasil, o município de Pacaraima (RR), que faz fronteira com o país vizinho, passou a enfrentar o problema da superlotação nas salas de aula. 

O sistema de educação pública  da cidade atendeu 1.338 alunos em 2017, entre  brasileiros e venezuelanos nas três escolas da sede. Este ano, a rede municipal atingiu o número de  2.030 estudantes matriculados da creche até o 6º ano do Ensino Fundamental I, sendo que 530 são estrangeiros. 

Em março deste ano, o secretário municipal de Educação, Agamenon Rodrigues encaminhou um relatório ao MEC apontando a situação e pedindo medidas emergenciais, mas, segundo ele, não foi atendido até o momento.

“Se a gente não tiver ajuda, vamos ter um colapso na educação do município. Hoje a gente não atende mais devido à falta de espaços nas escolas. A creche hoje era para atender 120 alunos, nós estamos atendendo 280. Fizemos adequações em algumas salas para poder atender esses alunos. Da mesma forma as outras escolas estão com as salas superlotadas”, afirmou Rodrigues em entrevista à Agência Brasil. 

O documento foi entregue novamente ao MEC ontem (21) ao secretário executivo adjunto da pasta, Felipe Sigollo, que esteve no município como parte da equipe interministerial que visitou o município de Pacaraima e se reuniu com atividades locais e agentes sociais para avaliar a situação e colher a situação sobre os migrantes venezuelanos. 

 No último sábado (18), moradores do município expulsaram venezuelanos de barracas e abrigos e atearam fogo a seus pertences, em um princípio de revolta contra a presença deles na cidade.

Fonte: Agência Brasil

 


22 / 08 / 2018 - as 10:23

A OMS (Organização Mundial da Saúde) coloca o Brasil entre os países com menor orçamento para a saúde. Pior, depois de eliminar em 2016 o morbillivirus que transmite sarampo, o país vive novo surto da doença.  O Ministério da Saúde informa que até agora a campanha de vacinação  que termina em 31 de agosto  só imunizou metade das 11,2 milhões de crianças com menos de 5 anos que formam o principal público alvo. 

 “As piores sequelas da doença acontecem na visão de crianças, especialmente quando o vírus é transmitido ao feto durante a gravidez, através da placenta”, alerta o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto. Isso porque, o bebê nasce com catarata congênita, doença que responde por quatro em cada dez casos de perda da visão na infância.

Por isso, ressalta,  mulheres em idade fértil que nunca tiveram sarampo ou que não sabem se foram imunizadas nos primeiros anos de vida e adultos que não tomaram a vacina devem procurar pela imunização e tomar as duas doses de vacina no intervalo de um mês. Quem já passou dos 50 anos não precisa ser vacinado porque a maioria das pessoas nesta faixa etária já teve sarampo e por isso é imune à doença. 

Sequelas da catarata congênita

O médico explica que entre crianças ou idosos as características da catarata são idênticas: o cristalino do olho fica opaco e impede que as imagens cheguem à retina, levando à cegueira se não for tratada.

A diferença é que no caso da catarata congênita a visão está em desenvolvimento. Por isso a falta de diagnóstico logo no início da vida pode acarretar outras doenças. Uma delas é a ambliopia ou olho preguiçoso que acontece quando só um olho é atingido pela catarata. 

“O esforço visual para enxergar com o olho de melhor visão anula o desenvolvimento do outro”, afirma. Outras sequelas oculares que podem estar associadas à catarata congênita são: nistagmo (movimentos não coordenados dos olhos), estrabismo (desalinhamento dos olhos), fotofobia (aversão à luz) e dificuldade de fixação do olhos.

Diagnóstico

Queiroz Neto afirma que o diagnóstico da catarata congênita é feito através de um exame barato e indolor. Trata-se do teste do olhinho, que deve ser realizado logo que o bebê nasce e está em vias de se tornar obrigatório em todo o país. É feito com um oftalmoscópio, espécie de lanterna com a qual o médico joga luz sobre o olho do bebê. Quando a luz emite um reflexo vermelho contínuo significa que o olho é saudável. Se o reflexo for descontínuo ou não for emitido indica catarata congênita.

Tratamento

O oftalmologista diz que a cirurgia com implante de uma lente intraocular que substitui o cristalino opaco também é indicada no tratamento da catarata infantil. O procedimento, comenta, deve ser só feito quando o bebê completa três meses. Isso porque, proporciona melhor recuperação da função visual e pode induzir ao glaucoma se for realizado antes .

Ele destaca que o comprometimento dos pais é essencial para que a criança tenha boa visão.  Isso porque, é necessário estimular o desenvolvimento da visão e ter acompanhamento com um oftalmologista a cada 3 meses após a cirurgia.

Lesão na córnea

“O sarampo contraído antes de tomar a primeira dose da vacina pode causar lesões na córnea e em alguns casos requer transplante para garantir a recuperação da visão”, alerta. A dica do médico para evitar sequelas mais graves nos bebês é manter atenção sobre os sintomas típicos do sarampo: manchas brancas na mucosa da boca, febre, tosse, coriza, febre alta e manchas vermelhas no rosto, atrás da orelha e depois no tronco. Bebês com estes sintomas devem ter acompanhamento de um oftalmologista, salienta.

Prevenção entre gestantes

O único remédio para sarampo é a vacina. As dicas do oftalmologista para gestantes se protegerem da doença durante a gravides são:

·         Lavar as mãos com frequência com água e sabão, ou então utilizar álcool em gel.
·         Não compartilhar copos, talheres e alimentos.
·         Procurar não levar as mãos à boca ou aos olhos.
·         Sempre que possível evitar aglomerações ou locais pouco arejados.
·         Manter os ambientes frequentados, sempre limpos e ventilados.
·         Evitar contato próximo com pessoas doentes.
·         Proteger a boca e o nariz quando espirrar ou tossir.

 

redacao@cidadeverde.com

 

 



PUBLICIDADE