21 / 05 / 2020 - 07h34
Governador prorroga decretos de isolamento até o próximo dia 7

O governador Wellington Dias apresentou, na noite desta quarta-feira (20), por meio de live as novas medidas que serão tomadas pelo Governo […]

O governador Wellington Dias apresentou, na noite desta quarta-feira (20), por meio de live as novas medidas que serão tomadas pelo Governo Estadual no enfrentamento ao Coronavírus, dentre as medidas está o prorrogamento do decreto que estabelece o isolamento social no estado até o próximo dia 7 de junho.

De acordo com o chefe do executivo piauiense, a decisão foi tomada como base nas orientações do Comitê de Operações Emergenciais do Covid 19(COE), onde foram levados em consideração os índices de isolamento que, em média, giram em torno de 50% no Piauí, além da taxa ainda alta de transmissão do vírus e a demanda por leitos de UTI, que já se aproxima do esgotamento. A expectativa é que após a primeira semana de junho haja uma queda no números de casos, gerando uma menor demanda de leitos.

“ O COE também aponta duas situações novas, uma delas é trabalhar a integração com a rede de atenção básica, com consulta e análises clínicas nos municípios e ainda ter um olhar especial para proteger as pessoas com mais de 60 anos e que tenham algum tipo de comorbidade”, disse o governador.

Wellington Dias destacou ainda que, no dia 02 de junho, haverá uma reunião com diversos órgãos, incluindo o Ministério Público e a OAB para estabelecer as estratégias para a retomada das atividades econômicas. “Quero pedir seu apoio chegamos até aqui e não queremos morrer na praia. Queremos voltar de forma segura e responsável com menos óbitos. Sabemos que tivemos prejuízo na área econômica, mas todos os esforços que estão sendo feitos são para que possamos dar passado largos no crescimento da economia”.

Na oportunidade o governador ressaltou a importância da união entre todos os setores, Estado, Municípios, União e a iniciativa privada e afirmou que já recebeu estudos por parte do SEBRAE, Sindicato da Construção Civil e também das Indústrias com planos para a retomada.

O gestor também falou sobre a expectativa da reunião amanhã (21), entre os 27 governadores do Brasil e o presidente da República, Jair Bolsonaro. “Queremos focar na decisão para garantir as condições de evitar mais óbitos e ter um plano para a retomada da economia com liberação de créditos para empresa e trabalhadores. Desejamos ainda a garantia de recursos para compensação, assim como a continuidade dos planos de combate ao coronavírus”, explicou.

Fonte: Ccom



Publicidade