09 / 02 / 2018 - as 11:48
Vice-prefeito denuncia fraude em colônia de pescadores de Boqueirão do Piauí
A criação da Colônia de Pescadores da cidade de Boqueirão do Piauí foi parar no Ministério Público. Há suspeita de que a ata de criação e a eleição da diretoria tenha ocorrido de forma fraudulenta. A justiça apura ainda se os membros da associação sejam mesmo profissionais que sobrevivam da pesca.
 
A denúncia foi apresenta ao MP pelo vice-prefeito da cidade Raimundo Filho. Ao Portal Fato, nessa sexta-feira (09/02), o político explicou as irregularidades que encontrou na formação da entidade. “Estão usando a colônia de pescadores de Boqueirão com fins políticos e vamos luta pra colocar ela nas mãos dos verdadeiros pescadores”, disse. 
 
Raimundo Filho disse que no ano de 2013 o vereador de Boqueirão Zeca Pinto formou a colônia de pescadores do município. Porém, a Federação de Pescadores do Estado do Piauí anulou a criação depois de constatar que seus membros não se tratavam de pescadores. 
 
“Em julho do ano passado resolvi lutar pela criação para que nossos pescadores fossem beneficiados. Fiz reuniões  para organizar a classe e procurei a federação”, disse. “Mas no domingo passado fizeram uma reunião aonde já chegaram com uma ata pronta e formaram uma diretoria ilegítima”, afirmou. 
 
O vice-prefeito comentou no Jornal Regional 1ª edição, apresentado por Pedro Borges e Káttia Rodrigues, na rádio Meio Norte de Campo Maior, que briga agora na justiça para anular a criação da colônia. 
 

 
Redação Portal Fato


   



PUBLICIDADE