24 / 02 / 2018 - as 10:20

O Instituto Federal do Piauí (IFPI) abriu na última quinta-feira (22/02) seleção pública para preenchimento de vagas em dois cursos no campus Campo Maior.  As inscrições acontecem nesta segunda-feira (26/02). O processo de seleção ocorre através da análise de documentação. 

Veja edital aqui

Segundo o edital, são ao todo 28 vagas disponíveis para os cursos técnicos em Informática e Agricultura nas modalidades para quem vai cursar o ensino médio, para quem cursa o ensino médio e há vaga também para aqueles que já concluíram. 
 
O maior número de vagas é para o Curso Técnico Integrado ao médio em Agricultura no turno da manhã; são 16 vagas. Veja o quadro completo. 
 
 
Os interessados devem comparecer no campus de Campo Maior nesta segunda-feira 08:00 às 12:00 e de 13:30 às 16:30, no Setor da Pedagogia com a seguinte documentação. 
 
Para Curso Técnico Integrado ao médio em Agricultura ou Informática:
Carteira de Identidade;
Certificado ou declaração de conclusão do Ensino Fundamental e;
Histórico Escolar do Ensino Fundamental ou Boletim de Notas do 9º ano.
 
Para Curso Técnico Concomitante/subsequente em Agricultura ou Informática:
Carteira de Identidade;
Certificado ou declaração de conclusão do Ensino Médio com histórico do último ano cursado.
 
O resultado será publicado no site www.ifpi.edu.br ou nos murais do IFPI de Campo Maior no dia 27/02/2018 até as 12h. As matriculas dos aprovados tem início logo no dia seguinte. 
 
Redação Fato 

23 / 02 / 2018 - as 12:50

Ex-presidente do PT, Raimundo Pereira discorda da pré-candidatura de Paulo e Aluísio

A pré-candidatura dos irmãos Paulo e Aluísio Martins deixa o Partido dos Trabalhadores em Campo Maior nada satisfeito. Membros da sigla não escodem o desconforto que a “dobradinha” causa ao ser contrário as ideologias do partido. O descontentamento tem provocado o surgimento de outros candidatos aos cargos pretendidos por Paulo e Aluísio.

Depois que deixou a prefeitura de Campo Maior, Paulo Martins assumiu a presidência da Fundação de Esportes do Piauí e iniciou a trabalhar sua candidatura a deputado federal. Ao mesmo tempo, acertou que o irmão Aluísio Martins concorreria mais uma vez para deputado estadual.

O PT de Campo Maior, no entanto, observava a pretensão dos irmãos de longe. Com a proximidade do pleito, pelos menos dois nomes históricos do partido se mostraram contrários. Um deles, o vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara de Campo Maior, anunciou na semana passada sua pré-candidatura a deputado federal.

Nesta sexta-feira (23/02), o ex-presidente da sigla Raimundo Pereira anunciou sua pré-candidatura a deputado estadual. “Em anos anteriores não obtive apoio necessário e recuei. Agora, já conversei com minha família e não penso em desistir. Sou candidato a deputado estadual”, afirmou. Para à câmara federal, Raimundo Pereira diz que vota em Rejane Dias.

“As candidaturas de Paulo Martins e Aluísio Martins não condiz com tudo aquilo que lutamos durante anos em Campo Maior que é o nepotismo. Já que o ex-prefeito pretende ser deputado federal, poderia apoiar uma outra pessoa do diretório municipal”, comentou com o Portal Fato um petista que prefere não ser identificado.

Redação Portal Fato


23 / 02 / 2018 - as 10:13

A ponte da comunidade São Pedro está concluída, em Campo Maior. Depois de intensa cobrança de moradores e repercussão estadual após um vídeo de um idoso sendo carregado por dentro de um rio até uma ambulância do SAMU, a ponte já está liberada para o tráfego de pessoas e veículos pequenos.

Osvaldo Pereira, responsável pela Construtora Capital, empresa que realiza os serviços, explicou a reportagem da rádio Meio Norte que ontem à tarde foi aplicado o concreto e que bicicletas e motos já estão autorizadas a utilizar a nova passagem.

“Colocamos o concreto ontem e a ponte já está liberada para pedestres, ciclistas e motociclistas. Esse tipo de transporte pode utilizar a ponte. Para os veículos maiores, como carro, só daqui a 10 dias. Vamos usar uma barreira aqui para a passagem apenas de motos e bicicletas”, explicou Osvaldo. Os trabalhos se concentram agora para melhorar os acessos à ponte

O idoso Benedito Barbosa foi um dos primeiros a utilizar o novo caminho logo cedo da manhã desta sexta-feira (23/02). Ele comentou que há 60 anos mora na comunidade São Pedro. “Ficou boa demais. Agora vamos passar tranquilo por aqui”, comemorou.

No ano passado, uma ponte de madeira que havia no local foi queimada por moradores em forma de protesto, devido ao mal estado de conservação.

Redação Portal Fato


23 / 02 / 2018 - as 09:43

Populares reclamam da falta de transporte escolar (Foto: Reprodução)
 
Adelaide de Andrade é mãe de um aluno que cursa o ensino fundamental no colégio CAIC, em Campo Maior. Desde a última terça-feira (20), que o filho levanta cedo da manhã, se arruma, mas o ônibus que transporta as crianças da comunidade para as escolas não passa. 
 
Na manhã desta sexta-feira (23/02), Adelaide pediu o retorno do transporte ao Jornal Regional 1ª edição, da rádio Meio Norte. “Desde que começou as aulas o ônibus não passa. Fui na casa do Junior, que é o motorista, ele disse que só retorna depois que pagarem ele”, disse. 
 
O Portal Fato procurou a Secretaria Municipal de Educação. À reportagem, a secretária Conceição Lima esclareceu que vai apurar os motivos do transporte não estar acontecendo e buscar um solução para o problema. 
 
“Nesse período de chuva nós temos alguns locais que os ônibus não chegam. Uns se arriscaram, mas ficaram no prego. Já outra situação é a parceria que temos com a Secretaria Estadual de Educação. Pode ser que o transporte seja feito pelo Estado, e devido a greve não esteja indo. Mas nossa equipe se compromete em solucionar o mais rápido essa questão”, disse. 
 
Redação Portal Fato

23 / 02 / 2018 - as 09:21

Pedras de calçamento são utilizadas em obras no asfalto em Campo Maior (Fotos: Paçoca)
 
Um dos três trechos da BR 343, na zona urbana de Campo Maior, que apresentam perigo aos motoristas devido a buracos, está em obras. Os serviços que deveriam ser realizados pelo Departamento Nacional e Infraestrutura de Transportes (DENIT) são feitos, contudo, pela prefeitura do município. No lugar do asfalto, pedras de calçamento e cimento são utilizados para tapar os buracos. 
 
Os serviços se concentram na Praça da Bandeira. Na semana passada, o Portal Fato produziu reportagem que mostrava motoristas realizando manobras perigosas no local para desviar das crateras. Praticamente, apenas um lado da rodovia federal estava sendo usada pelos veículos. 
 
Em entrevista ao Jornal Regional 1ª edição, da rádio Meio Norte, o empresário Gomes disse que o trabalho é paliativo, mas resolve os problemas. “Não é o serviço ideial. É um serviço paliativo. Mas já resolve os problemas aqui”. Ele reivindica ainda redutores de velocidade e faixa de pedestre. “Aqui a gente presencia acidente todo dia. Aqui na Praça da Bandeira tem que ter um reduto de velocidade e uma faixa de pedestre”. 
 
 
 
Outros locais afetados
Outros dois trechos da BR 343 são afetados pelos burados. Na entrada do Bairro de Fátima, motorista se desdobram para atravessar a rodovia e ainda desviar das imperfeições. Já nas proximidades do Posto da Rosa Freiras, na saída da cidade para o litoral, os condutores são surpreendidos com enormes crateras na pista. 
 
Redação Portal Fato

22 / 02 / 2018 - as 17:18

Um grupo de profissionais tem conversado com moradores de bairro de Campo Maior sobre ansiedade e depressão. A atividade faz parte do Projeto Mentes, implantado pela Secretaria Municipal de Saúde de Campo Maior, que busca evitar que os sintomas evoluam para o suicídio.
 
A equipe visita Unidades Básicas de Saúde dos bairros do município e realiza palestras e rodas de conversas com usuários do serviço de saúde. Segundo a SMS, outros dois projetos acontecem simultaneamente: Fevereiro Leve e Incentivo a geração de renda. 
 
“O Nasf de Campo Maior esta com três projetos em andamento. O Fevereiro Leve tem como meta o combate à obesidade e incentivo ao estilo de vida saudável,  Mentes são ciclos de palestras sobre ansiedade e depressão e o último é incentivo à geração de renda por meio de criação de hortas comunitárias”, informou a secretaria. 
 
 
Programa Passo à Frente
O Secretário de Saúde Marcelo Miranda busca implantar em Campo Maior o programa Passo à Frente, que beneficia quem necessita de cuidados ortopédicos. Nessa quinta-feira (22/02), Marcelo Miranda esteve na Secretaria de Estado da Saúde.
 
“O Programa tem como objetivo fazer um Mutirão para descentralizar a Oficina Ortopédica, com a promoção do acesso a órteses, próteses, cadeiras de rodas e banho e outros meios auxiliares de locomoção, uma vez que o usuário deve ser atendido prioritariamente no serviço mais próximo de sua residência”, explicou. 
 
 
Redação Portal Fato 

22 / 02 / 2018 - as 16:09

Falta de ponte era alvo de reclamação de moradores (Fotos: Divulgação)
 
A obra da ponte que liga a comunidade São Pedro a cidade de Campo Maior está na fase de conclusão, informou a prefeitura do município nesta quinta-feira (22/02). O prefeito Professor Ribinha acompanhou a construção e comemorou a falta apenas da aplicação do concreto para a finalização dos trabalhos.
 
A falta de ponte na comunidade ganhou repercussão estadual na semana passada depois que um idoso precisou de atendimento do SAMU, mas a ambulância não conseguiu chegar à casa. Moradores tiveram de atravessa o riacho local com a vítima até o a outra margem onde estava o carro do socorro. Um vídeo foi gravado e divulgado nas redes sociais. 
 
A assessoria da prefeitura de Campo Maior informou à época que havia uma ponte de madeira na comunidade, mas foi queimada no que classificou de “ação criminosa”. A nova ponte é construída com base de aço e concreto. Segundo informações técnicas, a nova passagem suporta até 30 toneladas. 
 
 
 
Redação Portal Fato
 

22 / 02 / 2018 - as 09:36

Campo Maior é a 43ª cidade do Piauí que mais concentra raios (Foto: Reprodução)

A tempestade que atingiu Campo Maior na noite dessa quarta-feira (21/02) deixou estragos não só pela quantidade de chuva, mas devido às várias descargas atmosférica registradas no município. Moradores e empresas contabilizam prejuízos.

 No Bairro Cidade Nova, um raio atingiu residências próximas a BR 343. A vendedora ambulante Antônia Chinesa sentiu a força do impacto. “No momento da chuva eu estava em casa com meu esposo. Cai no chão ao sentir o raio, que caiu aqui por perto. Queimou várias coisas aqui em casa”, disse ao Portal Fato.

Em outras residências do mesmo bairro a descarga foi sentida, mas não chegou a danificar equipamentos eletrônicos. Já no prédio da rádio Meio Norte fm os efeitos foram mais graves e danificou aparelhos da emissora.

Na região da Praça da Bandeira, um posto de combustível foi atingido pelos efeitos de um raio.  O estabelecimento está sem funcionar devido falhas causadas pela força da descarga.

Ranking

Dos 5.570 municípios brasileiros, Campo Maior é a de número 593 que mais concentra raios, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. No Piauí, a cidade é a 43ª que mais sofre com as descargas.  

Redação Portal Fato



PUBLICIDADE