25 / 04 / 2018 - as 08:07

Nessa segunda-feira (23), Everaldo Ralfa de Sousa, o motorista acusado de provocar o acidente que matou o jornalista Júlio César de Macedo Galvão foi condenado durante julgamento pelo Tribunal Popular do Júri. O juiz Antônio Nolleto decidiu por uma pena de 16 anos e seis meses de prisão. A morte de Júlio César aconteceu em 23 de junho de 2006 e em somente em 2017 o Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) decidiu pelo julgamento através do júri popular.

Durante o julgamento, presidido pelo juiz Antônio Nolleto, prestaram depoimento cinco testemunhas representando a acusação e duas pela defesa. O julgamento durou mais de 17 horas.

De acordo com o processo, Júlio César retornava de carro do bairro Saci, Zona Sul de Teresina, quando seu veículo foi atingido na traseira por uma picape e arrastado por 50 metros na Avenida Henry Wall de Carvalho.

Segundo o Ministério Público, os laudos periciais demonstraram que Everardo Ralfa de Sousa estava alcoolizado e dirigia a uma velocidade superior a 160 km/h. Ficou provado ainda, segundo o MP, que o réu não prestou socorro à vítima. O jornalista sofreu ferimentos graves e faleceu quatro dias depois em um hospital particular.

Para o advogado da família e assistente da acusação, Alcimar Pinheiro, tratou-se de um crime com farta comprovação. “É um crime ocorrido no trânsito, mas não é crime de trânsito. A nossa crença é pela condenação porque os depoimentos são muito consistentes, assim como as provas nos autos. Elas mostram a coerência da acusação”, relatou.

Alcimar Pinheiro ressaltou que a alta velocidade com a qual o motorista trafegava demonstrou falta de zelo do motorista. “A violência do impacto foi grande e a comprovação de que não estava em sã consciência é fática porque uma testemunha disse que ele desceu cambaleando, demonstrando não estar orientado”, comentou o advogado.

G1

 


24 / 04 / 2018 - as 19:58

O juiz Roberth Rogério Marinho Arouche, titular da Vara Única de União, concedeu liminar para que o Departamento de Estradas e Rodagens no Piauí (DER/PI) promova a recuperação e recapeamento da rodovia PI-112, que liga os municípios de Teresina e União (a 59 km da capital).  O magistrado deu prazo de 20 dias para fazerem os reparos. 

A liminar foi impetrada pelo Ministério Público, através da promotora Gianny Vieira de Carvalho, que ajuizou ação civil pública demonstrando que os buracos causados pelas chuvas têm aumentado os riscos de colisão entre os veículos, situação que ameaça o direito à vida e o direito à segurança de todos os transeuntes.

“Os buracos estão à beira de tornar inviável a utilização da rodovia PI-112. Um buraco localizado à altura da Fazenda Califórnia, por exemplo, fechou por completo a faixa no sentido União-Teresina, e, considerando que está localizado em uma curva, ocasiona greve risco de colisões frontais”, relatou a representante do Ministério Público.

O Juiz fixou o prazo de 20 dias para que os responsáveis efetuem os reparos na rodovia, sob pena de aplicação de multa diária de R$ 500,00 sobre o patrimônio do Diretor-Geral do DER.

Moradores da zona rural de Teresina já haviam reclamado das condições da rodovia inclusive ainda na circunscrição da capital. Eles denunciaram as péssimas condições dos ônibus que trafegam pela via e o proprietário da empresa justificou que não tem condição de colocar ônibus novos por causa das estradas. 

Fonte; cidadeverde

 

 


24 / 04 / 2018 - as 07:30

O acidente aconteceu nessa noite de terça, 23, num trecho onde existe uma subida e buracos na pista.

O choque ocorreu entre uma carreta e um carro de passeio.

O motorista do veículo pequeno ficou preso nas ferragens e após algum tempo foi socorrido e levado para o HUT.


23 / 04 / 2018 - as 08:19

O Conselho Tutelar da zona Sul já concluiu o relatório do caso do bebê de um mês que foi mordido supostamente pelo pai no sábado(14). A conselheira Maria do Carmo Braz Lima disse que vai entregar o documento nesta semana na 1ª Vara da Infância e Adolescência, a qual decidirá sobre o futuro do menino, que continua internado no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). 

Ela destacou que como a criança está internada, sem previsão de alta e o suposto agressor está preso, ela é considerada em estado seguro. “Nosso relatório está pronto, mas acredito que a juíza só tomará alguma posição depois do inquérito policial. Como o bebê está aos cuidados da saúde está tranquilo para que aguarde todas as investigações”, acredita a conselheira tutelar. 

Segundo Maria do Carmo, o relatório não dá nenhuma sugestão de afastamento ou não da mãe, que isso será uma decisão da Justiça, caso aconteça. 

“Não posso dizer que a mãe foi conivente ou omissa porque na hora que ela percebeu os ferimentos procurou logo um hospital, mas a gente detectou negligência porque ela já estava ingerindo bebida alcoólica só com um mês do seu bebê”, revela. 

Ela conta ainda que no HUT o bebê está sendo assistido por uma tia porque a mãe não tem condições de ficar, por toda a situação. “Não é porque ela está afastada não. É porque ela não tem condição nenhuma de acompanha-lo”, ressalta.

A mãe está na casa da avó, também no Parque Vitória, juntamente com os outros três filhos. Dois que moram com ela, o bebê e o pai e um que já é criado pela avó. 

A conselheira Maria do Carmo vai entregar o relatório na próxima terça-feira(24) à juíza Maria Luíza da 1ª Vara da Infância. Ela acrescenta que o inquérito policial também deve chegar no início da semana e só baseado nesses documentos é que a magistrada irá avaliar toda a situação.

“Caso queira retirar a guarda da mãe, ela terá que investigar todo o histórico da situação e saber se a avó ou a tia da criança querem e podem ficar com ela... tem todo um processo que será iniciado”, afirmou.

Fonte: cidadeverde.com

 

 

 

 


23 / 04 / 2018 - as 08:15

Por volta das 21h30h desta sexta-feira (20/04) uma comerciante identificada como Bibá, teve seu estabelecimento comercial invadido por dois elementos armados com fca na cidade de Buriti dos Lopes. Os criminosos anunciarem o assalto, roubaram um celular, uma carteira porta cédulas contendo dinheiro e, em seguida, um dos bandidos deu um soco na boca da comerciante o que provocou revolta em alguns populares.

Populares revoltados com a covardia dos bandidos, começaram uma perseguição nas ruas da cidade em busca de justiça. Um dos elementos ainda não identificado foi encontrado jogado ao chão, na rua Travessa Maranhão, com rosto todo desfigurado, vitima de tentativa linchamento. Informações dão conta que os dois suspeitos seriam da localidade Barra do Longá. Os pertences da vítima foram recuperados.

Uma viatura do Grupamento da Policia Militar de Bom Principio, composta apenas pelo cabo Chagas Silva, atendeu a ocorrência. Uma Ambulância da cidade de Caraúbas realizou os primeiros socorros a vítima de linchamento. O jovem por estar com serias fraturas, foi encaminhou imediatamente para o pronto socorro do Hospital Dirceu Arcoverde em Parnaíba.

Fonte: campomaioremfoco

 


21 / 04 / 2018 - as 11:18

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) realiza mais um mutirão cirúrgico ortopédico neste sábado (21). A meta é beneficiar 30 pacientes eletivos do Ambulatório Integrado Dirceu Arcoverde e da Urgência. Somente em 2018, cerca de 200 pessoas já foram beneficiadas nos seis mutirões promovidos pelo HGV.

Estão programados procedimentos para colocação de próteses, tratamento de infecções e de fraturas de membros superiores como mão e punho; além de traumas de membros inferiores como joelho, tíbia, fêmur, dentre outros.

A diretora-geral do HGV, Fátima Garcêz, diz que essas ações acontecem de forma regular como parte das medidas adotadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) para acelerar os atendimentos e otimizar os serviços. “É um esforço para buscar equacionar a demanda reprimida cirúrgica em algumas especialidades”, explica.

Para o presidente da Fepiserh, Rafael Neiva, os mutirões têm alcançado resultados positivos, pois reforçam o total geral de cirurgias realizadas pelo hospital e dão resolutividade aos problemas de saúde de muitos pacientes. "Essas ações continuadas aceleram o processo de atendimento, fazendo com que as filas andem, principalmente nas especialidades de maior demanda, como é o caso da ortopedia", pontua o presidente.

A equipe será formada pelos cirurgiões ortopédicos Lao Tsé Feitosa, coordenador da Clínica Ortopédica do HGV, Durval Leal, Glauson Nascimento, Ayrana Soares, Rafael Bona, Fábio Sousa, André Leal, Marcelo Lopes, José Augusto Sá Lopes e Hugo José Sales. Os anestesiologistas Antônio Urias e Hugo Carvalho. As enfermeiras Gildete Teixeira, Rita Orsano e Suely Martins, além de técnicos de enfermagem e radiologia, e pessoal de apoio.

Fonte: Ccom

 

 


21 / 04 / 2018 - as 10:03

Uma portaria da Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi), do governo do estado, publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (20), proíbe terminantemente a retirada de madeira e pedra da Barragem do Bezerro, em José de Freitas. O açude teve uma infiltração na parede do reservatório e uma das principais causas seria a retirada de pedras do local. O governo montou uma operação de esvaziamento da barragem para evitar seu rompimento por conta do vazamento. Os trabalhos duraram uma semana.
 
O documento proíbe ainda ocupações, edificações, levantamento de cercas, plantio, roço, queimadas, criação de animais e quaisquer outras intervenções por terceiros não autorizadas na área da barragem.
 
De acordo com a portaria, assinada pelo presidente da Emgerpi, Décio Solano, quem for flagrado descumprindo o que está previsto no documento sofrerá medidas administrativas e judiciais.
 
O Ministério Público do Piauí anunciou no dia 11 de abril que iria abrir uma investigação para apurar o suposto furto de pedras da barragem do Bezerro. O ponto de partida para descobrir quem retirou o material é a postagem de um policial militar nas redes sociais dando conta que, há alguns anos, apreendeu um caminhão carregado de pedras. Uma pessoa teria sido detida na época.
 
fonte:cidadeverde
 

20 / 04 / 2018 - as 12:06

O trecho urbano da BR-343 em Teresina, que rompeu durante a Semana Santa, será entregue no fim da tarde desta sexta-feira (20). A informação foi confirmada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Piauí (Dnit). Técnicos do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (Crea) estiveram no local pela manhã e atestaram a obra.

"O serviço durou 18 dias. Foi construído um novo bueiro porque o anterior foi levado pela enxurrada. Ele tinha diâmetro de 1 metro e esse agora é seis vezes maior. A terraplanagem foi refeita e estamos aplicando o asfalto. Esperamos no fim da tarde liberar o tráfego", garante Ribamar Bastos, superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Piauí (Dnit).

previsão de conclusão da obra era de 15 dias, mas a chuva atrasou em alguns dias o serviço. 

 Fonte:cidadeverde.com

 

 

 



PUBLICIDADE