12 / 12 / 2018 - as 09:27

Alunos e colaboradores da Faculdade Chrisfapi participam da culminância do projeto Viver Saúde em parceria com o projeto Dar de Comer a Quem tem Fome, sendo este sob a organização do Pároco Frei Fernandes. Ambos fomentaram um único objetivo; a humanização.
 
Durante o desenvolvimento do projeto houve diversas atividades como aferimento de pressão, teste de glicemia, corte de cabelo, arrecadação de alimentos e muitas palestras visando ao bem-estar social.
 
Participaram da ação a Igreja Nossa Senhora dos Remédios sob a organização do Frei Fernandes, professores, coordenadores e alunos dos cursos de Fisioterapia, Enfermagem, Farmácia e Serviço Social da Faculdade Chrisfapi, fazendo o uso da premissa de que a solidariedade é algo muito importante para a nossa sociedade, pois quando ela está presente em nossa vida, muitas coisas começam a melhorar. E a principal delas é a forma com a qual passamos a enxergar nossa vida.
 
 
 
 
 
 
 
Fonte: Ascom Chrisfapi
 

12 / 12 / 2018 - as 08:41

Por Otávio Neto — publicado 11/12/2018 20h56, última modificação 11/12/2018 20h56
 
Para a criação da Fundação, a matéria teve de passar por duas votações em plenário por se tratar de um projeto de lei complementar
 Plenário da Câmara aprova criação da Fundação Legislativa de Campo Maior
A Câmara Municipal aprovou na sessão ordinária desta terça-feira (11/12), em segunda votação, a criação da Fundação Legislativa de Campo Maior. A entidade tem como objetivo desenvolver atividades sociais, culturais, esportivas e ainda nas áreas de saúde, educação e no setor econômico.
 
A criação da Fundalegis-CAM é projeto de lei complementar da mesa diretora do legislativo. O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, afirma que o parlamento tem a função assegurada na constituição de legislar, mas é preciso ir além disso. Para ele, a Câmara pode contribuir no bem estar social do município.
 
“Nossa atividade é de legislativo. Porém, Campo Maior merece mais do poder legislativo. E, para poder realizar atividades que beneficiem ainda mais a população, formulamos a criação da Fundalegis-CAM para que possamos contribuir em diversos setores. Constitucionalmente a Câmara não pode, mas a partir de agora poderemos através da Fundação”, comemora.
 
O vereador lista serviços que a Fundalegis realizará. “Estamos preparando a Câmara para oferecermos cursinho popular de forma gratuita, manutenção de escolinhas de futebol integrada com as escolas, apoio a atividades que promovam nossa cultura, nossas tradições, e a instalação de uma rádio e uma tv pública para atuar na boa informação aos campo-maiorenses”.
 
Para a criação da Fundação, a matéria teve de passar por duas votações em plenário por se tratar de um projeto de lei complementar. Na terça-feira da semana passada os vereadores já haviam aprovado o texto. Nesta terça, o projeto voltou a ganhar unanimidade na casa.
 
Fonte: Câmara Municipal

11 / 12 / 2018 - as 10:58

A sessão especial aconteceu no auditório da Câmara Municipal de Campo Maior nessa terça-feira, 11, o Advogado Marcelo Mascarenhas foi quem proferiu a palestra. Tem o objetivo de finalizar a campanha 16 dias de luta pelo fim da violência contra a mulher e marcou com uma palestra sobre declaração Universal dos Direitos Humanos. 
 
Estavam presentes Tenente Juliane,  Wilson Espindola representante da OAB, Dr. Luciano, Promotor de Justiça, Luzia Pereira, Coordenadora de Políticas para as mulheres, Presidente da Câmara Fernando Miranda e o Prefeito Professor Ribinha.
 
Como convidados compareceram dezenas de alunos da rede municipal de ensino e muitos representantes de entidades não governamentais.
 
 
 
 
 
 
Redação Portal Fato
 

11 / 12 / 2018 - as 10:32

Os 20 sacos de cimentos que chegaram na rádio Meio Norte de Campo Maior, para doação da campanha da adolescente Maria Clara, foram entregues nsa terça-feira (11), ao avô da adolescente, Seu Osmar.
 
O Diretor da Rádio, Pedro Borges, acompanhou de perto a entrega do material que foi levado em um caminhão, direto para a casa dos avós.
 
 
Maria Clara sofria de câncer e faleceu no último dia 6 deste mês. "No entanto todo material arrecadado durante a doação, vão ajudar na construção da casa dos avós da jovem", disse Pedro Borges.
 
 
Redação Portal Fato

11 / 12 / 2018 - as 09:36

Aconteceu nesta última quinta-feira, sob a orientação da Professora Lucélia Bitencourt, o júri simulado da obra literária o enfermeiro de Machado de Assis, protagonizado pelos alunos do I bloco do curso de Direito da Chrisfapi.

A disciplina direito e literatura I tem como objetivo trabalhar a interação entre os alunos, assim como a argumentação e a interpretação, fundamentos básicos para o referido curso, também oportuniza o desenvolvimento da oralidade e a desenvoltura dos mesmos que desde o início do curso já manifestam suas aptidões. Estiveram presentes também assistindo ao júri os alunos do VIII bloco de Serviço Social.
 
Faculdade Chrisfapi
O caminho certo para o seu Sucesso!
 
 
 
 
 
 
 
Fonte: Ascom Chisfapi

10 / 12 / 2018 - as 11:46

Enquanto a maioria das escolas se prepara para conceder férias aos alunos a rede municipal de Sigefredo Pachêco está parada por falta de um entendimento entre o Prefeito Oscar Bandeira e o Sindicato que representa dos Professores. Quem revelou isso a todos foi a estudante da Escola Municipal Monsenhor Mateus localizada no município de Sigefredo Pachêco. Ela gravou um vídeo e postou no seu facebook garantindo que no dia 7 de dezembro chegou na escola e não tinha nenhum professor para aplicar a prova que seria importante para fechar o ano letivo. Ela colocou a culpa na administração do prefeito Oscar Bandeira. 
São  110 professores que reivindicam uma reparação de diferença de coeficiente que segundo o Presidente do Sindicato Jordânio Pinho o Prefeito teria feito um acordo em torno desses repasses. "Nós tinhamo o acordo com o Prefeito onde ele pagaria cerca de R$ 180 mil reais pelo peirodo de maio a outubro proporcional depo de serviço de cada  Professor. Mas para surpresa geral o prefeito quebrou o acordo e entrou na Justiça barrando o repasse que temos direito", afirma Pinho.
 
O Secretário de Educação Murilo Bandeira falou com a nossa reportagem e ao vivo no Jornal Regional 1. edição e disse que o Prefeito continuava mantendo o acordo. Poém existiam processos tramitando no Tribunal sobre essa questão e os desembargadores entenderam que o municipio não poderia repassar esses recursos concedendo uma liminar. Mas segundo o Secretário esse problema precisa ser resolvido logo já que os alunos estão sendo prejudicados. Estamos a disposição dos professores para o diálogo e que todos nós possamos resolver essa qustão para que os alunos fechem a carga horárias do ano letivo de 2018",afirma Bandeira.
 

10 / 12 / 2018 - as 11:20


O Corpo de Bombeiros localizou por volta as 10 horas desta segunda-feira (10) o corpo de uma mulher que teria sido arrastada pelas correntezas da água da chuva, no residencial Torquato Neto, zona Sul de Teresina.  A mulher foi identificada apenas como Carla, de 33 anos. Ela trabalhava como empregada doméstica.

O corpo foi encontrado com a ajuda de populares próximo à Estação de Tratamento de Esgoto, de bruço e por baixo de lixro e matagal.

O sargento Gilvado Oliveira informou que o corpo está repleto de entulho. Do ponto onde a mulher foi vista pela última vez até onde ela foi encontrada o Corpo de Bombeiros acredita que foi arrasta por 1.500 metros. 

 

Atualizada às 09h40


Uma equipe do Corpo de Bombeiros está neste momento no Residencial Torquato Neto realizando buscas por uma mulher que teria sido arrastada pelas correntezas da chuva. Um mergulhador está em um córrego da região. A área ao redor do córrego tem muito matagal e é de difícil acesso. 

Muitos populares acompanham o trabalho dos Bombeiros. Os moradores relataram ao Cidadeverde.com que a chuva que caiu na noite de ontem (09) deixou a rua alagada. 

Matéria Original

Uma mulher desapareceu supostamente ao ser arrastada pela correnteza da água da chuva em Teresina. O caso ocorreu ontem (09) no Residencial Torquato Neto, na zona Sul da capital. O Corpo de Bombeiros foi acionado e informou que as buscas serão retomadas na manhã desta segunda-feira (10). 

CHUVA NO INTERIOR

As fortes chuvas também atingiram a população de municípios no interior do estado. Imagens mostram como ficou a casa de uma idosa de 90 anos na cidade de Barras. A água invadiu todos os cômodos, danificando móveis. Moradores contam que já acionaram a prefeitura da cidade para resolver o problema, mas nada teria sido realizado.

Fonte: cidadeverde.com

 


10 / 12 / 2018 - as 11:16

A PRF informou, neste domingo (9), que está havendo infiltração em um novo trecho da BR 343, na saída de Teresina para o litoral, onde parte do acostamento já foi destruído por causa da erosão. Por esse motivo, a PRF está fazendo mais um alerta de que a BR corre o risco de desmoronamento.

De acordo com a PRF, além da infiltração gerada pelas águas das chuvas, a erosão acaba sendo agravada com o desgaste da pavimentação. O asfalto vai cedendo aos poucos, em razão da pressão feita pelo peso dos veículos que transitam na via. 

Na última quarta-feira, um trecho de 9 km na BR 343 teve que ser interditado no local porque asfalto voltou a ceder. O novo trecho fica a poucos metros do local que foi interditado, de acordo com a PRF. É o mesmo onde ainda no ano passado, o asfalto rompeu causando transtornos, próximo a Hot Sat na rotatória que dá acesso a estrada da Usina Santana no sentido da cidade de Altos.

O superintendente da PRF, Welendal Leal Tenório, disse ao Cidadeverde.com que desde ontem está sendo percebida “certa infiltração” no novo trecho. “O que é mais um indicativo de que a BR pode desmoronar. O trecho já apontava processo de infiltração, e depois das fortes chuvas e com a chuva desta madrugada, somada ao problema da erosão causada pela gravidade do peso dos veículos, tudo vai se agravando ainda mais. Se não houver logo uma intervenção, vai romper novamente até o final do período chuvoso”, alertou.

De acordo com Welendal, o problema é progressivo. Ele disse que foi feito o reparo no trecho que estava com problema e que depois disso, a BR não voltou mais a ficar interditada, mas falou que o trecho “inspira cuidados e precisa de ações de infraestrutura urgentes”.

“A tendência é que piore porque esse é um problema progressivo. A medida que a infiltração vai aumentando, se nada for feito, a reposta vai ser o trecho do acostamento, que já está danificado, aumentar ainda mais até que aconteça o rompimento”, concluiu.

Fonte:cidadeverde.com

 

 



PUBLICIDADE