28 / 05 / 2018 - as 20:18

 

O assassinato aconteceu por volta das 18h30 na avenida principal do bairro Flores em Campo Maior e segundo os populares  que presenciaram o crime a vítima conhecido como Preá  sofreu pelo menos três facadas no tórax.

O homem foi levado direto para o Hospital Regional, no entanto não resistiu aos ferimentos e faleceu.

A polícia identificou o acusado. Trata-se de um homem de nome José Algusto.

 

 


24 / 05 / 2018 - as 10:04

A delegacia de Polícia Civil de Castelo do Piauí realizou ontem, 23, a Operação Castellum Stone. A operação visou a desarticulação do esquema criminoso de tráfico de drogas em Castelo do Piauí e deu cumprimento a mandado de busca domiciliar, que resultou na prisão em flagrante do traficante Luis Soares da Luz (Luís Cecílio) e apreensão de 750 pedras de crack embaladas e prontas para comercialização, a quantia de R$ 321,00, material plástico utilizado para embalar a droga e uma motocicleta que era utilizada para fazer entrega (delivery) do entorpecente.
Ressalta-se que na última quinta-feira (dia 18/05) a DP de Castelo também efetuou a prisão em flagrante do traficante Antônio Francisco Soares Lima (Capila), o qual era foragido do sistema prisional e continuava exercendo a traficância nesta cidade, inclusive com recrutamento de adolescentes para a venda de drogas.
O resultado é fruto de árduo trabalho de investigação dos Policiais Civis de Castelo do Piauí.

22 / 05 / 2018 - as 10:02

Uma menina de oito anos foi estuprada e o principal suspeito é um jovem de cerca de 20 anos no município de Porto, distante 183 km de Teresina. A Conselheira Tutelar Ananda Castelo Branco acompanhou a menina no hospital do município onde ela foi examinada.

"O médico que estava de plantão examinou ela e relatou que teria acontecido um abuso sexual. O hímen não chegou a ser rompido mas o órgão genital da menina apresentava sintomas aparentes", explica a conselheira.

O caso foi descoberto na noite deste domingo (20) quando a menina chegou em casa e revelou a mãe que tinha sido abusada pelo rapaz que é conhecido da família. "Na noite de ontem ele levou a vítima para um aniversário e a mãe o autorizou. Quando eles retornaram ele teria voltado para a casa da menina e chamado ela para tomar um picolé, desta vez, sem a autorização da mãe. Ao retornar a menina que aparentava tristeza acabou contando à mãe que havia sido levada para um campo de futebol onde ele teria introduzido os dedos em suas partes íntimas", conta a conselheira.

Na manhã desta segunda (21), a menina foi trazida para Teresina onde foi atendida pelo SAMVIS na Maternidade Evangelina Rosa.

A Polícia Militar realizou diligências ainda durante a madrugada mas o suspeito não foi encontrado. A suspeita é que ele tenha fugido de ônibus para Teresina.

Fonte:cidadeverde.com

 

 


19 / 05 / 2018 - as 12:11

Familiares da cabeleireira Aretha Dantas confessaram, após a prisão d ex-namorado e acusado Paulo Neto, que a vítima já teria tentado fazer uma denúncia de cárcere privado recentemente, mas não conseguiu sucesso. Na ocasião, a Delegacia da Mulher da Zona Sul alegou a greve e o registro acabou não sendo feito.
O Delegado Francisco Bareta, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, confirmou na manhã desta sexta-feira (18) ao Cidadeverde.com que essa informação chegou à DHPP e prometeu investigar. "Ontem eu conversando com o advogado da vítima, eles me disseram que o acusado tinha colocado ela em cárcere privado. Disseram que ela havia procurado uma delegacia, mas alegaram que estava em greve e aí nenhum registro foi feito", confirmou delegado Francisco Bareta. 
 
O advogado da família de Aretha Dantas, Marcos Vinícius Nogueira, confirmou o fato. “A família nos relatou mesmo que ela foi à delegacia registrar esta denúncia de cárcere. Na ocasião, há mais ou menos umas três semanas, ele (Paulo Neto) havia a colocado em cárcere privado e todos a apoiaram a denunciar”, afirmou o advogado, acrescentando que ela foi à delegacia sozinha e posteriormente contou o fato aos familiares. 
 
O delegado garante que providências serão tomadas. "Não foi feito esse registro e eu já até conversei com a delegada Luana sobre isso para ela oficializar se a delegada titular tomou ou não conhecimento da ocorrência policial", disse. "Isso tem sim que ser investigado. Uma vida foi ceifada. Quem foi que deixou de agir, houve ou não omissão do Estado, da administração...e temos que ver também se a policia foi mesmo procurada", defende o delegado.
 
fonte: cidadeverde.com

19 / 05 / 2018 - as 10:17

Mulher foi assassinada com 16 facadas e dois tiros;um no rosto.
 
Samuel Lucas Teixeira Araújo, preso acusado de assassinar a companheira Gisleide Alves dos Santos, de 36 anos, encontrada morta dentro de sua residência pelo próprio filho no Conjunto Santa Fé, na zona Sul de Teresina, na última quinta-feira (17), planejou o crime, segundo o delegado Francisco Costa, o Baretta, diretor do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil do Piauí. 
 
 
Preso homem que teria pago R$ 4 mil a menor para matar amante
A doméstica Gisleide Alves dos Santos foi morta com 16 facadas e dois disparos de arma de fogo, um tiro no rosto e outro no ombro. Na cena do crime, a polícia encontrou um colar que também foi identificado em fotos nas redes sociais do acusado.
 
Segundo o delegado, o acusado contou que estava sendo traído pela companheira. “Ele alega que estava supostamente sendo traído por ela, mas uma tese dele que não suporta a mínima acusação. Ele conheceu ela através das redes sociais, Facebook, e estava com apenas 10/15 dias que eles estavam mantendo contato físico, então como era nesse curto espaço de tempo essa mulher já estaria traindo ele ao ponto de ele desferir 16 facadas contra ela? Ao ponto dele dar mais dois tiros, no rosto e no ombro, além de outras torturas? Sim, porque há marcas no corpo dela. Então não existe isso”, explicou.
 
Ainda na noite de quinta-feira, Samuel Lucas Teixeira Araújo, foi preso pelos policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) da cidade de Nazária, após pedir abrigo na residência da irmã. 
 
meionorte.com

18 / 05 / 2018 - as 10:45

Bandidos fortemente armados invadiram agora a pouco a casa do gerente do Banco do Brasil em Pedro II e fizeram toda a família dele de refém. A informação foi repassada ao Portalfato pelo Major Etevaldo, comandante da Polícia Militar em Campo Maior.

De acordo com Major, são cerca de seis homens que fazem a família a família do gerente de refém. “Eles obrigaram o tesoureiro do banco a entregar o dinheiro e  fugiram na direção da cidade de Piripiri”, disse.

Policiais militares de Pedro II solicitaram ajuda da equipe de Campo Maior para ajudarem nas buscas dos criminosos.

redação Portalfato


18 / 05 / 2018 - as 10:03

Três dias após o brutal assassinato de Aretha Dantas Claro chocar o Piauí, mais uma mulher foi assassinada a facadas pelo companheiro. Nessa quinta-feira(17), Gisleide Alves dos Santos, de 36 anos, foi encontrada morta dentro da própria residência, no bairro Santa Fé, na zona Sul de Teresina, por volta das 16h. Populares informaram à polícia que o casal havia se conhecido pelas redes sociais. 

Levantamento do Núcleo de Feminicídio, 23 mulheres - incluindo a morte de Gisleide - foram assassinadas somente este ano. 

O suspeito de matar Gisleide foi preso na noite de ontem(17) em uma barreira na PI-130, saída para Nazária. Ele foi identificado como Samuel Lucas e tinha recentemente chegado de São Paulo(SP).

O capitão Gerson Santana, da Companhia Independente do Promorar, informou que o filho da vítima estranhou a ausência da mãe. Ele, que tem 19 anos, foi quem encontrou a mãe morta.

“A primeira informação que nós temos é de que o filho subiu na residência e eu ao chegar no quarto encontrou ela morta. Ele repassou que a vítima convivia com o suspeito e ele falava ser de Ribeirão Preto(SP)”, disse o policial. 

“A informação que também temos é de que eles não moravam juntos, mas que foi visto já com ela na residência e que teriam se conhecido por uma rede social”, acrescentou o capitão Gerson Santana. 

Um morador da região disse ao Cidadeverde.com que eles já tinham uma relação, mas que o casal se separou porque Samuel Lucas teria ido embora para São Paulo. Ele retornou a Teresina há cerca de 20 dias, momento em que eles voltaram a se encontrar.

Fonte: cidadeverde.com

 


18 / 05 / 2018 - as 09:59

O juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos de Teresina, decretou na tarde desta quinta-feira (17) a prisão preventiva de Paulo Alves Santos Neto. Ele é apontado pela polícia como autor da morte da cabeleireira Aretha Dantas Claro. O rapaz foi preso na noite de quarta-feira na Ponte da Amizade, após seu advogado marcar com a polícia um local para ele se entregar.

“Foi transformado o flagrante em prisão preventiva e ele foi encaminhado para a Central, para depois ser levado para um dos presídios do Estado”, afirmou o coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Francisco Costa, o Baretta. 

A reportagem flagrou o momento em que Paulo Neto chegou à Central de Flagrantes na tarde desta quinta-feira. Ele trajava uma camisa branca com a bandeira do Brasil e calça jeans preta. O suspeito não quis falar com a imprensa. Antes, em seu depoimento, Paulo disse que matou Aretha em legítima defesa.

Baretta garantiu que o suspeito foi preso, pois acabou não se entregando como havia dito que faria. Paulo Neto, também de acordo com Baretta, afirmou no momento da prisão que tinha a intenção de se suicidar.

“O advogado de Paulo entrou em contato com o delegado Igor, que disse que Paulo queria se entregar. Eles marcaram um local X, que era próximo à Avenida Maranhão e quando o polícia chegou lá, o advogado disse que ele estava no local, mas que surtou e saiu caminhando dizendo que ia se matar. Então a polícia saiu em busca dele nas proximidades e o delegado Igor disse que ele foi encontrado encostado no parapeito da ponte da Amizade, (na  Maranhão), quando foi preso. Ele não se apresentou, ele foi preso, até porque ele estava sendo procurado”, contou o coordenador.

Baretta informou também que a delegada do Núcleo de Feminicídio, Luana Alves, tem 10 dias para concluir o inquérito com todos os laudos das perícias dos locais de crime, do carro, do corpo, dentre outros.

“A polícia tem todas as provas que possam robustecer e apoiar uma denúncia pelo Ministério Público, e o juiz possa fazer a instrução e levar um indivíduo desse ao Tribunal de Juri. [...] Agora é com o Ministério Público, com o Poder Judiciário”, concluiu.

Fonte:cidadeverde.com

 

 



PUBLICIDADE